PIB menor dos EUA põe dólar a R$ 2,189

Imprimir

Pela primeira vez em mais de uma semana, o dólar fechou ontem abaixo de R$ 2,20. A moeda norte-americana recuou 1,01%, cotada a R$ 2,189 para a venda. A quarta queda consecutiva veio depois que o governo dos Estados Unidos revisou para baixo a estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre, para 1,8%, contra 2,4% nas contas anteriores.

Como os EUA avançaram menos do que o esperado no início do ano, o real ganhou um pouco de força, uma vez que o PIB mais fraco aliviou temores de que os estímulos monetários do país fossem ser reduzidos em breve. A revisão para abaixo das expectativas consolidou uma tendência de maior calmaria no mercado de câmbio.

A notícia ilustrou um cenário externo mais favorável do que nos últimos dias e contribuiu para a recuperação de moedas de países exportadores de commodities, como o dólar australiano, o canadense e o neozelandês, além do próprio real. Com a grande quantidade de dólares norte-americanos circulando no mercado, há uma tendência de que o preço caia.

O ânimo dos investidores também melhorou depois da decisão do Banco Central brasileiro, anunciada na noite da última terça-feira, de zerar a alíquota do compulsório bancário sobre as posições vendidas em câmbio.

Desde a semana passada, os mercados estavam estressados diante das sinalizações do presidente do Federal Reserve (Fed), Ben Bernanke, de que o banco central norte-americano poderia começar a diminuir o programa de estímulo monetário ainda em 2013, devido a sinais de recuperação da economia. Os números, no entanto, refletiram a fragilidade da economia do país.

Fonte: Correio Braziliense

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *