PIB agropecuário foi sacrificado por seca e clima é incerteza em 2015

Imprimir

O Produto Interno Bruto (PIB) da agropecuária em 2014 foi "sacrificado" pela severa estiagem, que prejudicou safras importantes, como café e cana-de-açúcar, disse nesta sexta-feira (27/3) Cesar Castro, analista da MB Agro. Segundo ele, para 2015 as perspectivas são mais positivas, embora pairem incertezas quanto às condições climáticas. "Devemos ter um crescimento (neste ano), mas nada muito expressivo, em torno de 1%, 1,5%", comentou, ressaltando que esses números ainda podem ser revisados.

Nesta sexta-feira, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o PIB da agropecuária subiu 0,4% em 2014 ante 2013. Considerando-se apenas o quarto trimestre do ano passado, houve avanço de 1,2% na mesma base de comparação e de 1,8% em relação aos mesmos três meses de 2013.

Conforme o IBGE, soja (5,8%) e mandioca (8,8%) apresentaram ganhos de produção em 2014, embora tenham apontado perda de produtividade. Já cana-de-açúcar (-6,7%), milho (-2,2%), café (-7,3%) e laranja (-8,8%) foram algumas das culturas que registraram desempenham negativo no ano passado.

"Milho, cana e pecuária de corte contribuíram com a queda. A pecuária de corte, por exemplo, começou 2014 com um abate bem forte, mas terminou mais fraca", avaliou Castro. Do lado positivo, ele cita a soja, o trigo e o algodão – este dois últimos cresceram em torno de 8% e 26%, respectivamente.

Fonte: Estadão Conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *