Patrocínio recebe 15º fórum de mercado e política de café

Imprimir

O 15º Fórum de Mercado e Política de Café promovido, recentemente, em Patrocínio (MG), pela Associação dos Cafeicultores da Região de Patrocínio (Acarpa), reuniu profissionais do agronegócio café, produtores e estudantes dos municípios que compõem a Região do Cerrado Mineiro. O presidente da Acarpa, Marcelo Queiroz, ressaltou a importância da realização de debates que geram informações aos produtores.

O presidente da Federação dos Cafeicultores do Cerrado, Francisco Sérgio de Assis, citou o trabalho junto ao governo estadual sobre a resolução da Semad/Igam, que estabelece critérios para implantação e operação de hidrométricos no meio rural. Ele acredita que a melhor solução seja a regulamentação dos barramentos.

O economista da EDF&MAN, Carlos Eduardo Vidal Costa, falou sobre um cenário de baixa para os próximos meses. “A elevação dos estoques nos países consumidores, associada à recuperação (aumento) da produção nas origens, sinaliza um viés de baixa para o médio prazo”. Por meio de gráficos, Ana Maria de Ávila, meteorologista e diretora do Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas em Agricultura da Unicamp, mostrou que o Alto Paranaíba e o Triângulo Mineiro têm tendência a uma maior dependência de irrigação para agricultura.

Sobre políticas cafeeiras, o presidente do Conselho Nacional do Café, deputado federal Silas Brasileiro, elencou os principais trabalhos pela cafeicultura. Ele citou, entre outros, a aprovação de um orçamento 8,1% maior para o Funcafé; os 10 leilões de venda de estoques públicos pela Conab; a suspensão da importação de café arábica do Peru; e a prioridade de registros de agrotóxicos.

Fonte: Hoje Em Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *