Orçamento do café está estimado em R$ 3,8 bilhões para 2014

Imprimir

A proposta orçamentária para o exercício de 2014 para os financiamentos ao Agronegócio Café está no Congresso Nacional e estimada em R$ 3,8 bilhões. Este foi um dos assuntos tratados pelos integrantes do Conselho Deliberativo da Política do Café (CDPC) reunidos na tarde dessa quarta-feira, 23 de outubro, em Brasília. 

De acordo com o secretário de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Gerardo Fontelles, os recursos empenhados pelas instituições financeiras poderão ter efeito multiplicados, pois cada banco poderá entrar com um valor de contrapartida.

A definição das linhas de financiamento do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) e os critérios de distribuição para as instituições financeiras serão avaliadas e definidas na próxima reunião do CDPC, dia 5 de dezembro. A intenção é definir o volume e o cronograma da distribuição dos recursos no ano que vem.

Para assuntos de longo prazo, como por exemplo conquista de novos mercados, industrialização e agregação de valor ao café, o governo federal sugeriu que fossem levados ao Comitê de Planejamento Estratégico do CDPC para que lá fossem estudados e dados seus encaminhamentos.

No encontro, o representante da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuária e Cooperativismo do Mapa, Marcus Vinícius Martins, apresentou as normas técnicas específicas para a Produção Integrada do Café. Ele salientou que a adoção de boas práticas agrícolas e a racionalização de insumos permitirão fazer o monitoramento da lavoura e garantir um alimento seguro.

“A adesão é voluntária apesar de já ser uma demanda de mercado”, disse. Segundo Martins, o próximo passo é a organização de cursos para auditores e a divulgação das normas para a produção integrada do café entre os produtores rurais.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social Mapa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *