OIC muda cálculo de indicador de preço de café a partir deste mês

Imprimir

A Organização Internacional do Café (OIC) informou em seu site que a partir deste mês usará novos cálculos para o indicador composto de preços do grão. Seguindo procedimentos estabelecidos, o Comitê de Estatística analisou a estrutura de comércio no período de 2009 a 2012 e concluiu que o cálculo deveria ser mudado para refletir a realidade dos mercados.

Em março deste ano, o Conselho Internacional do Café aprovou uma revisão da participação dos mercados em cada grupo de café e seus coeficientes de ponderação para o cálculo dos preços indicativos dos grupos e composto a partir de primeiro de outubro de 2013. O coeficiente de ponderação de cada grupo será revisado a cada dois anos.

Os agentes nos três mercados principais (Alemanha, EUA e França) e seus respectivos custos para a coleta e transmissão permanecem os mesmos. A participação em cada grupo tem como base o desempenho médio de exportação para os EUA e a União Europeia nos anos civis de 2009 a 2012.

A participação dos cafés suaves colombianos é de 46% na União Europeia e de 54% nos Estados Unidos, enquanto os naturais brasileiros têm fatia de 74% na UE e de 26% nos EUA, por exemplo. Os cafés robustas têm participação de 84% no bloco europeu e de 16% nos EUA.

Agora, os coeficientes de ponderação no cálculo do preço indicativo composto da OIC são de 9% nos cafés suaves colombianos, 24% em outros suaves, 31% dos naturais brasileiros e 36% dos robustas.

Fonte: Valor Econômico

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *