OIC avalia sustentabilidade econômica da cafeicultura mundial em estudo

Imprimir
Uma nova pesquisa realizada pela OIC (Organização Internacional do Café) mostra que os produtores do grão em determinados países do mundo estão trabalhando com prejuízo e a cafeicultura está se tornando cada vez menos rentável ao longo dos anos.

Desde março de 2015, o preço indicativo composto da OIC se mantém abaixo de sua média de 10 anos de 137,24 centavos de dólar dos EUA por libra-peso desde março de 2015, gerando preocupações com a viabilidade econômica do setor. Esta situação põe em risco os meios de subsistência dos produtores de café em muitos países.

Como resultado, há uma preocupação generalizada no setor cafeeiro com a possibilidade de os períodos longos de preços baixos do café afetarem negativamente a oferta de grão de alta qualidade e terem efeitos adversos nas rendas das famílias cafeicultoras. Dessa forma, a instituição pondera que políticas específicas precisam ser formuladas para que se possa resolver a questão da sustentabilidade econômica da produção e estabilizar a oferta de café no futuro, permitindo que os cafeicultores obtenham uma remuneração justa.

Este novo estudo avalia a estrutura de custos da produção de café em países selecionados (Brasil, Colômbia, Costa Rica e El Salvador), e deriva recomendações sobre como melhorar a viabilidade econômica da produção de café.

Veja abaixo o relatório completo da OIC:

 Fonte: Notícias Agrícolas (Jhonatas Simião, com informações da assessoria de imprensa da OIC) via CNC

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *