Oferta mais justa no mercado interno deve segurar preços do café

Imprimir

Os preços do café no Brasil não devem testar patamares muito além dos atuais, apesar da tendência ser de alta. A oferta está justa no mercado e os estoques do grão praticamente zerados. A proximidade da nova safra acaba deixando os produtores ainda mais retraídos. Por outro lado, as incertezas na economia mundial limitam valorizações expressivas.

"O mercado segue a lei da oferta e procura. Com pouca oferta, o preço se recupera e a bolsa está refletindo isso", disse o presidente da Cooxupé (Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé), Carlos Paulino, durante a Femagri (Feira de Máquinas, Implementos e Insumos Agrícolas), que começou nesta quarta-feira (16), em Guaxupé (MG).

Ainda que as turbulências globais possam limitar altas nos preços do café, Paulino mantém o otimismo em relação à demanda. Para ele, as cotações do grão arábica devem se manter próximas dos níveis atuais, entre R$ 490,00 e R$ 520,00 a saca de 60 kg.

A produção de café na área de atuação da Cooxupé, que é a maior cooperativa exportadora do Brasil, deve atingir 9,5 milhões de sacas na safra 2016/17. Desse volume, 7,5 milhões de sacas serão apenas de cooperados. Dos associados, a cooperativa espera receber 4,9 milhões de sacas do grão na nova safra, além de adquirir outras 1,2 milhão de sacas no mercado.

Para Carlos Paulino, as estimativas para a safra 2016/17 do Brasil, divulgadas por empresas privadas e instituições oficiais, que apontam cerca de 50 milhões de sacas, são realistas.

As principais regiões produtoras de café do Brasil receberam chuvas abundantes no período de formação dos grãos, após duas safras afetadas fortemente pela seca. Além do aumento na produção de café nesta temporada, a Cooxupé, também espera grãos mais graúdos (peneira 16 acima), que garantam boas vendas, já que os importadores apreciam esse tipo de produto. Em 2015, a cooperativa exportou quase 5 milhões de sacas.

Femagri 2016

A Cooxupé promove entre os dias 16, 17 e 18 de março a 15ª edição da Femagri (Feira de Máquinas, Implementos e Insumos Agrícolas). O evento conta com transmissão ao vivo do site Notícias Agrícolas

Em um espaço de 107 mil m², a feira traz as principais empresas ligadas à produção de café. O tema desta edição será: "Tecnologia e Conhecimento ao alcance do cooperado".

A principal feira de negócios para o café espera receber 35 mil pessoas com faturamento recorde de R$ 150 milhões.

Fonte: Notícias Agrícolas (Jhonatas Simião)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *