Nova diretoria do Cecafé toma posse em busca de maior coordenação do setor

Imprimir

Uma nova diretoria do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) tomou posse na noite dessa segunda-feira (19), após mudanças no Conselho Deliberativo da associação, com foco em ampliar a coordenação da cadeia produtiva e em garantir uma maior presença do produto brasileiro no exterior.

Segundo a nova diretora-executiva do Cecafé, Luciana Florêncio de Almeida, o consumo do produto tem crescido de forma notória no mundo, e o Brasil, como líder na produção e exportação de café, precisa estar preparado para atender novos clientes, especialmente de países como a China.

Para Luciana, ainda que o Brasil seja predominantemente um exportador de grãos verdes, a obtenção de um produto de melhor qualidade e de maior preço está condicionada a vários processos, incluindo questões ligadas à sustentabilidade social.

"Temos que trabalhar cada vez mais a agregação de valor… Há um crescimento notório (do consumo), e temos de estar preparados para não somente continuarmos sendo líderes", disse ela.

Recém-chegada à associação, substituindo Guilherme Braga, que atuou como diretor-geral do Cecafé por mais de uma década, Luciana disse que a associação buscará formas de elevar os embarques do Brasil, de uma forma coordenada e com parcerias.

Ela não descartou que sejam realizados investimentos em marketing como o feito pela Colômbia, que popularizou o produto andino como de alta qualidade.

"Pode ser que daqui a alguns anos cheguemos a ter uma marca de café brasileiro… Levar a marca Brasil… e cada vez mais deixar claro que não somos apenas exportadores", disse ela, lembrando que o país é o segundo consumidor global de café, com uma indústria fortemente estruturada.

Luciana disse ainda que a nova diretoria já está trabalhando em ações de planejamento estratégico para 2016. A ideia é que o Cecafé possa ter planos com metas definidas e coordenadas com toda a cadeia produtiva, para que possa ter uma atuação não apenas "reativa" na solução de conflitos.

Visando ampliar o seu comprometimento com a informação para o agronegócio do café, o Cecafé dará ênfase ao trabalho de compilação, sistematização e inteligência de dados, com o estabelecimento de uma nova diretoria técnica, ocupada por Eduardo Heron Santos, que desde 2001 coordena a geração de informações estatísticas junto aos associados da instituição.

O Cecafé, com mais de cem associados no país que respondem por 95 por cento da exportação brasileira, também está com um novo Conselho Deliberativo.

Nelson Ferreira da Silva Carvalhaes, sócio-diretor da corretora Carvalhaes e também da Porto de Santos Comércio e Exportação, especializada na exportação de cafés arábica de alta qualidade, será o novo presidente do Conselho.

A vice-diretora do conselho será Flávia Barbosa Paulino da Costa, hoje é responsável pela área de comercialização da Exportadora de Café Guaxupé.

Fonte: Reuters (Roberto Samora)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *