Nicarágua: queda de 38% nas exportações de café não preocupa traders

Imprimir

A queda de 38% nas exportações de café da Nicarágua durante os três primeiros meses da temporada 2011/12, na comparação com o mesmo período do ano passado, não se deve a danos sérios na colheita. A afirmação é da executiva de vendas da divisão Nicarágua da Mercon Coffee Corporation, Eva Guerrero.

"Foi apenas uma colheita tardia", disse, referindo-se ao amadurecimento atrasado das cerejas de café do país. Segundo ela, muitas vendas já foram feitas mas não foram embarcadas ainda. "Vamos começar a intensificar em janeiro, fevereiro e março", declarou.

As regiões produtoras de café do país tiveram algumas perdas em dezembro por causa da falta de mão de obra que resultou na queda e no apodrecimento de cerejas maduras. Eva acrescentou que as perdas foram mínimas, em torno de 3% da colheita. As informações são da Dow Jones.

Fonte: Agência Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *