Mundo pode absorver 20 milhões de sacas até fim da década

Imprimir

A Organização Internacional do Café (OIC) considera "plausível" o mercado mundial absorver adicionais 20 milhões de sacas de 60 kg de café até o fim da década. Segundo a OIC, o consumo mundial apresentou forte crescimento nos últimos dez anos, alcançando 137,9 milhões de sacas em 2011.

Conforme relatório da OIC, a taxa média anual de crescimento em tradicionais mercados (como Estados Unidos, Europa e Japão), nos últimos 10 anos, foi de cerca de 1,6%, enquanto em países emergentes e exportadores, a taxa de aumento alcançou, respectivamente, 3,5% e 4,3%.

Em termos absolutos, o maior aumento ocorreu no Brasil, que adicionou cerca de 6 milhões de sacas ao consumo desde 2001. Conforme a OIC, se o ritmo da demanda continuar firme, o Brasil deve superar os EUA em breve para se tornar o maior consumidor mundial de café.

Os maiores índices de consumo per capita são observados na Escandinávia e na Suíça, com Alemanha e Canadá também no mesmo nível de 6 quilos/habitante/ano. No resto da Europa, o consumo per capita tem sido estável, até com leve diminuição, como na Espanha, Itália e Reino Unido.

Entre os países exportadores, o Brasil tem, de longe, a mais elevada taxa de consumo per capita, com 6 kg por ano. A OIC observa, no entanto, que os níveis de consumo são relativamente significativos em países como Honduras, Costa Rica e Etiópia. "No entanto, há um enorme potencial para o crescimento, particularmente em países com grandes populações, como Índia, Indonésia e México", informa a organização. Segundo a OIC, países exportadores já representam atualmente 31% do consumo mundial, em comparação com 25% em 2001.

Fonte: Agência Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *