Minasul adota granelização para reduzir custos

Imprimir

O café vive atualmente uma situação inédita. O preço comercializado mal cobre os custos de produção e isso implica em fazer um planejamento visando reduzir despesas.

O produtor que conhece e sabe usar mecanismos baratos para gestão da sua propriedade entende que o jeito é granelizar!

A Minasul está proporcionando aos seus cooperados a opção de reduzir custos, ampliando a capacidade de recebimento de café a granel. Esta é a oportunidade que a Cooperativa está oferecendo para que o produtor granelize e não gaste com sacaria. A entrega a granel ou em bags gera uma grande economia em mão de obra, tempo e dinheiro.

O sistema nada mais é do que enviar o café em grãos para armazenagem na cooperativa. Este transporte pode ser feito dentro de bags (que tem capacidade para 10 sacas e os maiores com capacidade para 20 sacas), a granel na carroceria do caminhão ou até mesmo na carroceria de um trator.

O investimento feito em sacaria representa 1,69% do valor de mercado da saca de café (considerando o fechamento de mercado no dia 5 de junho em R$ 297 por saca de 60 kg). A princípio, pode parecer um valor irrisório, porém se considerarmos um volume de produção de 5 mil sacas, daria pro produtor comprar um carro zero quilômetros por ano.

A granelização é um processo ainda pouco conhecido que tem como principal objetivo reduzir custos para o produtor. Há quem enxerga de longe as vantagens com o envio de café a granel.

É o caso do produtor David Reghin. Ele granelizou as suas propriedades e com as 7 mil sacas que produz vai economizar nesta safra R$ 35 mil. “Gastei R$ 6 mil com a instalação de dois elevadores que pegam o café na bica e jogam dentro do bag e mais R$ 1,6 mil com a compra de 40 bags. Se comparado com o que vou economizar de agora em diante, isso não é nada”.

Há produtores que adaptaram sua propriedade para o sistema a granel e perceberam um aumento de 30% na capacidade da máquina de beneficiar café, já que o fluxo contínuo otimiza a capacidade de beneficiamento e ainda diminuiu mão de obra e despesa com energia elétrica.

A Minasul começou com o projeto de granelização em 2010, quando o sistema automatizado foi implantado no núcleo de Conceição do Rio Verde. Atualmente, os cooperados contam também com as Unidades de Varginha, Carmo da Cachoeira, Cambuquira, Elói Mendes, Monsenhor Paulo e Oliveira para descarregamento a granel.

Após o processamento do café, ele então é armazenado em bags, com capacidade para 20 sacas. Esses bags possuem um chip eletrônico que informa no sistema a procedência daquele café, e, como todo sistema é automatizado, há a garantia de confiabilidade. Isso diminui a intervenção humana eliminando possíveis erros e garantindo a rastreabilidade e segurança de todo o processo. Dentro do armazém, a Minasul tem total condição de separar os lotes e ainda localizar exatamente o café personalizado.

Vantagens da granelização:

– ATENDE AS NORMAS TRABALHISTAS
– REDUZ CUSTO COM TRANSPORTE
– REDUZ CUSTO COM MÃO DE OBRA
– ELIMINA O CUSTO COM SACARIA
– OTIMIZA A MÁQUINA DE BENEFICIAR CAFÉ
– ECONOMIA DE TEMPO
– DIFICULTA ROUBOS DE CAFÉ
– BAGS COM MICRO CHIP QUE GARTANTEM RASTREABILIDADE E CONFIANÇA

Fonte e foto: Assessoria de Comunicação Minasul | Video: Canal Terraviva

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *