Mercado segue firme e cotações registram fortes altas

Imprimir

O mercado de café arábica segue em alta e cotações encerram a terça-feira (09) com fortes valorizações atingindo recordes históricos. Em Nova York o primeiro vencimento, dezembro/10, teve valorização de 895 pontos, fechando a 217,05 centavos de dólar por libra-peso. No período de uma semana a variação registra +8,85%. Os contratos para março/11 terminaram o pregão a 219,75 centavos de dólar por libra-peso, com alta de 905 pontos.

Sem mudança no cenário em relação a oferta apertada de café no curto e médio prazo, somada a queda do dólar, as compras por parte de fundos impulsionaram as cotações.

As lavouras da Colômbia, Vietnã e México tem sofrido com condições adversas de clima que vem prejudicando suas produções. Com a expectativa de redução de safra nesses países, o Brasil é destaque como principal fornecedor do grão no momento. Ainda não entrou volume suficiente de café no mercado para acirrar uma competição com os cafés brasileiros, reduzindo consideravelmente os preços.

Gráfico 1. Contrato café, ICE Futures U.S.

A BM&FBovespa acompanhou o mercado internacional e encerrou o dia em alta. O primeiro vencimento, dezembro/10, registrou valorização de US$ 10,60, fechando a US$ 256,90 a saca. Os contratos com vencimento março/11 registraram alta de US$ 11,20, fechando a US$ 259,85 a saca. No período de uma semana a variação é de +10,15%.

Na bolsa de Londres o preço do robusta para entrega em novembro valorizou 0,98%, fechando a US$ 2.056/ton. O vencimento janeiro/11 registrou valorização de 0,68%, sendo cotado a US$ 2.060/tonelada. No período de uma semana a variação é de + 6,24%.

Tabela 1. Comparativos das principais Bolsas de café

No mercado físico, a saca de 60 quilos do café arábica foi cotada a R$ 368,89, com forte alta de R$ 15,23/saca (+4,31%), novo recorde para o indicador Cepea/Esalq. No mês a variação já acumula alta de 9,67%.

No Cerrado Mineiro, a saca do café arábica, tipo 6, bebida dura para melhor fechou a terça-feira a R$ 380,00. Em Vitória da Conquista/BA, o despolpado foi cotado a R$ 400,00/saca.

Como está o mercado na sua região? Utilize o formulário para troca de informações sobre o mercado de café, informando preços e o que está acontecendo no mercado de sua região.

O indicador Cepea/Esalq para o conilon também registrou alta. A valorização foi de 3,81%, sendo cotado a R$ 190,77/saca. No mês, o indicador acumula alta de 6,75%.

Gráfico 2. Indicador Cepea/Esalq – arábica

Tabela 2. Principais Indicadores e cotação do Dólar

O dólar (PTAX) encerrou esta terça-feira (9) cotado a R$ 1,6962, estável em meio ao clima ameno dos mercados globais, ansiosos por possíveis medidas oriundas da reunião de cúpula do G20.

Segundo Infomoney, também ganha destaque a divulgação de novas medidas de restrição ao fluxo de capitais por países emergentes. Desta vez, foi a China, o que deverá "acirrar o debate e as tensões antes da reunião do G20, (…) [e] mexer com as expectativas e com as posições em moedas", segundo Miriam Tavares – diretora de câmbio da AGK Corretora.

Fonte: CaféPoint

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *