Melhores perspectivas da oferta levam a correção baixista no mercado de café, avalia OIC

Imprimir
A recente recuperação dos preços do café sofreu uma inversão significativa em novembro de 2016, atribuível a perspectivas de melhor tempo no Brasil e no Vietnã e, simultaneamente, à depreciação do real brasileiro. Esse quadro abrandou as preocupações com o futuro da oferta, apesar do mercado deficitário dos dois últimos anos e das perspectivas ainda pouco otimistas da produção de Robustas. Entretanto, continua a haver suficiente café disponível, e nos 12 últimos meses as exportações totalizaram 112,4 milhões de sacas. As informações foram divulgadas pela Organização Internacional do Café – OIC nesta sexta-feira (16/12). Confira abaixo o relatório completo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *