Melhores cafés de Minas Gerais da safra 2015 terão leilão virtual

Imprimir

Os melhores cafés de Minas Gerais, da safra colhida em 2015, serão vendidos em um leilão virtual, que está com inscrições abertas até nesta sexta-feira (20/11). É uma oportunidade para as cafeterias e torrefadoras oferecerem aos consumidores um produto de qualidade excepcional, avaliados durante o 12º Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais. Estão sendo oferecidos lotes de dez sacas dos cafés finalistas, das regiões produtoras do Cerrado, Matas e Sul de Minas.

O coordenador estadual de Cafeicultura da Emater-MG, Bernardino Cangussu, cita as vantagens de participar do leilão. "Esses cafés foram provados por um grupo de especialistas, que atestam a qualidade excepcional do produto. A nota mínima para participar do leilão é de 84 (da classificação da Associação Brasileira de Cafés Especiais, a BSCA). E muitos superam essa marca com sobra. Então, quem adquirir esse produto não vai ter preocupação. É pegar, torrar os grãos e servir ao consumidor final", afirma Bernardino.

Os cafés de Minas Gerais têm consolidado seu lugar de destaque entre os melhores grãos do mundo. "Temos aqui em Minas microclimas totalmente diferenciados, e com a convergência de clima e bons tratos culturais, os cafés desenvolvem características únicas de sabor e aroma, que provavelmente não vão se repetir em outras safras", explica o coordenador da Emater-MG.

O valor mínimo do lance dos cafés leiloados será de R$ 1 mil por saca de 60,5 quilos, para os lotes de 10 sacas. Segundo Bernardino Cangussu, o leilão deverá ser bem disputado. "Tem crescido muito o mercado de cafeterias de alto padrão. O café de qualidade tem encontrado clientes dispostos a pagar mais por estes sabores tão especiais."

O leilão virtual dos cafés especiais de Minas da safra 2015 é realizado pela Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão, da Universidade Federal de Lavras. Mais informações e a ficha de inscrição estão disponíveis no site www.faepecursos.ufla.br .

Concurso de Qualidade

O 12º Concurso Estadual de Qualidade dos Cafés de Minas registrou aumento de 26% no número de amostras inscritas (1,3 mil), em relação à edição de 2014. O concurso é coordenado pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG), em parceria com a Universidade Federal de Lavras (UFLA), o Instituto Federal do Sul de Minas/Campus Machado e Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Faepe) e Secretaria de Estado de Agricultura. O objetivo é melhorar continuamente a qualidade dos cafés produzidos no estado.

“O concurso é uma ferramenta para incentivar a melhoria contínua dos cafés mineiros, principalmente da agricultura familiar. O foco é a educação por meio da assistência técnica e extensão rural, integrando setores como ensino, pesquisa, extensão e iniciativa privada em prol de uma cafeicultura moderna, competitiva e de alta qualidade para fornecer os melhores frutos desta safra para o consumidor”, afirma o gerente da Emater-MG em Lavras, Marcos Fabri Jr.

Fonte: Agência Minas Gerais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *