Marília (SP): colheita de café começa e previsão é de 220 mil sacas para a região

Imprimir

Os cafeicultores de Marília e dos outros seis municípios que compõem a regional da Coopemar já iniciaram a colheita da safra 2010 e apesar de ser um ano teoricamente de baixa produtividade as expectativas são otimistas.

Nos cerca de seis mil hectares cultivados a projeção é de até 220 mil sacas colhidas, o que representa aproximadamente 35 sacas por hectare e crescimento de 22% sobre os resultados anteriores.

E para melhorar neste ano a saca beneficiada de 60 quilos está bem mais valorizada. Enquanto os produtores receberam em torno de R$ 300 no ano passado, desta vez a cotação está na casa dos R$ 500, preço que não deve sofrer grandes variações até o fim da colheita, que acontece entre o final de agosto e o começo de setembro.

De acordo com Aurélio Giroto, engenheiro agrônomo da Coopemar, os cafeicultores deixarão de pagar os custos para conseguir lucrar com a colheita.

“Nos últimos dez anos, com o café vendido a preços baixos, o produtor batalhava para cobrir os investimentos feitos. Desta vez, enfim, a expectativa é de boas vendas e será possível ganhar um pouco mais”.

Os resultados deste ano foram, em muito, beneficiados pelo clima, que favoreceu as floradas e otimizou a produtividade. Além disso, a qualidade do café deve ser superior a do ano anterior.

É o que diz Pedro Henrique Losasso, um dos maiores produtores da região que também é consultor na área. Ele conta que 80% de sua safra já tem como destino o mercado externo.

“A maior parte do que colho vai para fora do país, o que não quer dizer que o que fica é de pior qualidade, apenas que a nossa demanda cresceu no exterior”, finaliza.

Fonte: Diário de Marília

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *