Marex vê déficit global de café em 10,7 milhões de sacas em 21/22

Imprimir
Um déficit global de café de 10,7 milhões de sacas está previsto para a temporada 2021/22, devido a uma queda acentuada na produção no Brasil, disse a corretora Marex Spectron em um relatório nesta sexta-feira.

“As recentes viagens a campo apontam danos causados à safra brasileira de arábica de 2021. Embora as chuvas, desde o final de novembro, tenham sido perto do normal, as perdas ocorridas durante o período anterior são irrecuperáveis”, disse a corretora.

“A aparência das árvores difere de região para região, mas a carga de cerejas é baixa em todos os lugares.”

A Marex previu que a safra de café arábica do Brasil cairia em 2021/22 para 32,8 milhões de sacas, versus 50 milhões da temporada anterior.

O declínio reflete parcialmente um ano de baixa no ciclo bienal da safra de arábica do país.

A safra de baixa anterior foi de 38,3 milhões de sacas, em 2019/20.

O saldo global indica um déficit de 12,1 milhões de sacas de café arábica, parcialmente compensado por um superávit de 1,4 milhão de sacas de robusta.

A safra brasileira de robusta deve aumentar para 20,8 milhões de sacas, ante 19 milhões da temporada anterior.

A Marex estimou que houve um superávit global de 8,4 milhões de sacas na temporada 2020/21.

Fonte: Reuters (Por Nigel Hunt)