Manhuaçu premia vencedores do concurso de qualidade de café

Imprimir

Premiados os vencedores do Concurso de Qualidade de Café de Manhuaçu. Os produtores rurais Márcio José de Oliveira ( Córrego Santa Catarina), Amado Diniz da Rocha (Córrego dos Diniz) e Evaldo Silva (Vista Alegre/Sacramento) receberam premiação por terem participado pela Cooperativa (Coorpol). Na categoria geral do município, os vencedores foram Charlles Rodrigues Dornelas (Monte Alverne), com prêmio no valor de R$ 3.228,00 em dinheiro. O segundo colocado foi Elci Pereira (Boa Vista/Ponte da Aldeia) e recebeu a quantia de R$ 3.000,00 e, em terceiro lugar o produtor José Adair Rodrigues( Vista Alegre/Gavião ) contemplado com R$ 1.000,00.

A Secretaria de Agricultura de Manhuaçu realizou o I Concurso de Qualidade de Café para valorizar o trabalho dos pequenos cafeicultores que apostam na cafeicultura como “mola mestra” que alavanca a economia regional. A iniciativa com a participação de muitos cafeicultores voltados a produzir café de qualidade, para alcançar melhor preço na comercialização. O outro objetivo do concurso foi o de despertar os cafeicultores quanto a necessidade da abertura do mercado externo e, a garantia da chancela de qualidade do café produzido no município de Manhuaçu.

O I Concurso de Qualidade de Café de Manhuaçu teve a participação de 136 produtores. Em seguida, as amostras foram encaminhadas para uma equipe técnica em provação de café, na cidade de Três Pontas, a fim de evitar parcialidade no resultado final do concurso. Devido às exigências e avaliações minuciosas, somente vinte e três produtores foram premiados.

Segundo o Secretário Municipal de Agricultura, Eduardo Heringer, o evento foi preparado pensando em motivar o cafeicultor do município a participar e, com muito zelo, dedicação, além de todas as condições para que pudessem sentir-se valorizados e, tendo a possibilidade da abertura do mercado externo.

O Secretário ressalta que, o município tem uma produção de 400 mil sacas de café e, com a perspectiva de 500 mil sacas para 2013. “Por isso, há a necessidade de um concurso de qualidade, para motivarmos o cafeicultor a acreditar no seu trabalho, na sua lavoura. O concurso também propaga o nosso município, como sendo o maior produtor de café de qualidade da região ” destaca o Secretário de Agricultura, Eduardo Heringer.

Ele lembra ainda, que para o município foi uma grandiosidade se avaliar os concursos que são realizados a nível nacional e, de repente Manhuaçu ter um número de produtores concorrendo do I Concurso de Qualidade do Café.

Os produtores que participaram do I Concurso terão suas amostras utilizadas, para o concurso regional a ser conduzido pela EMATER-MG. que estará realizando a entrega no dia 28 de novembro, na AABB. “ Agora, nós esperamos que eles também possam vencer e, quem sabe classificar para o concurso nacional. Por isso, tornou-se necessário 3kg de amostra e um lote mínimo de 10 sacas de café”, detalha Eduardo Heringer.

A parceria estalecida entre a Atlântica Exportadora, Sicoob, Banco do Brasil,Caixa Econômica Federal, Fertilizantes Heringer,Café Emerich,Agrofértil Santiago e Altargo possibilitou que todos os cafeicultores pudessem ser premiados. " Foram parceiros que nos ajudaram a realizar esse evento, tão maravilhoso", considera Eduardo Heringer.

Participaram e foram classificados os produtores, Challes Rodrigues Dornelas, Elci Pereira, Geraldo Gomes Ferreira, José Antônio Pereira, José Adair Rodrigues, Emirson Sixto Leite, Valdir Sinésio Rodrigues, Márcio José de Oliveira,Amado Diniz da Rocha, Gilmar Alves da Silva, Evaldo Silva, Geraldo Alves de Paula, Rosimary do Amaral de Paula, Ercilei José de Oliveira, José Gealdo da Silva, Pedro Messias de Oliveira, Alberto Nunes Sena, José de Oliveira Dornelas, Antônio Amaral da Silva, Inácia Leite Diniz, José Gomes Diniz Sobrinho, José Francisco Leocardi e Paulo Círio Afonso.Todos foram premiados na categoria comunidade.

O cafeicultor Charlles Rodrigues Dornelas diz que ficou bastante feliz com o evento e, a iniciativa da Secretaria Municipal de Agricultura. "Me sinto vitorioso em mostrar o meu trabalho e, ser valorizado. Agora, estou sendo reconhecido e mesmo com o baixo valor do produto, o cafeicultor não pode perder a esperança", considera o produtor "campeão".

O prefeito Nailton Heringer disse que estará dando todo o suporte aos produtores, apoiando no que for possível e viabilizando as condições para que a Secretaria Municipal de Agricultura colabore, para que a qualidade do café seja trabalhada junto aos produtores rurais. “É nossa vontade que todos os produtores estejam organizados, quer seja em cooperativa ou associação para fortalecer a cafeicultura regional",salienta Nailton Heringer.

Fonte: Portal Caparaó

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *