Leilão do ‘Cup of Excellence Early Harvest’ negocia todos os cafés especiais

Imprimir

O leilão dos 24 lotes vencedores do 13º Concurso de Qualidade Cafés do Brasil "Cup of Excellence Early Harvest" – Edição 2012, realizado pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA, sigla em inglês), em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e com a Alliance for Coffee Excellence (ACE), ocorreu nesta quinta-feira, dia 10 de janeiro, por intermédio da internet.

Todos os cafés foram negociados, com a movimentação gerando uma receita total na ordem de US$ 395.096,52 (* R$ 802.045,94), a uma média de US$ 5,54 por libra peso, o que equivale a US$ 732,83 (* R$ 1.487,64) por saca de 60 kg e representa alta de 270,20% sobre o fechamento do dia na Bolsa de Nova York (US$ 1,4965 por libra peso no contrato março, o mais negociado).

Ao término dos negócios, o maior lance registrado foi de US$ 12,10 por libra peso (alta de 708,55% ante NY), pago pelo consórcio formado pelas empresas japonesas Maruyama Coffee, Saza Coffee, Uchida Coffee e Coffee-a-gogo, além da empresa Orsir Coffee, de Taiwan. Esse valor equivale a US$ 1.600,59 (* R$ 3.249,20) pagos por cada uma das 17 sacas da Fazenda do Moinho, situada em Olímpio Noronha (MG). O lote rendeu um total de US$ 27.209,45 (* R$ 55.235,18) ao produtor Vinícius José Carneiro Pereira, vencedor do concurso destinado exclusivamente aos cafés brasileiros produzidos por via úmida (cerejas descascados ou despolpados) na safra 2012.

O segundo melhor lance do pregão foi dado para os grãos produzidos pelo vice-campeão do concurso, Dimas Mendes Bastos, proprietário da Fazenda Serra do São Bento, em Araponga (MG). Seu lote, de 19 sacas, foi arrematado pelas empresas Campos Coffee, que pagou US$ 1.322,80 (* R$ 2.685,28) por saca, gerando um total de US$ 25.132,69 (* R$ 51.019,36). O resultado completo do leilão pode ser acessado no site da BSCA (http://bsca.com.br).

AMPLIANDO HORIZONTES — O trabalho de promoção dos cafés especiais brasileiros realizado pela BSCA conjuntamente com seus parceiros — Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Apex-Brasil, Sebrae e Embratur — deu mais uma demonstração de sua força, haja vista que, pela primeira vez na história do concurso, uma empresa da França adquiriu lotes vencedores. A importadora francesa Belco, em representação a outras empresas, comprou dois lotes campeões do concurso, pagando US$ 1.005,33 por saca de um deles e US$ 548,96 por saca do outro.

Segundo Vanusia Nogueira, diretora-executiva da Associação, esse fato revela que o café especial brasileiro, além de ampliar seus horizontes em mercados emergentes, como China (compradora do lote campeão do Cup of Excellence Natural Late Harvest 2011), e Taiwan (integra o consórcio que comprou o lote campeão deste torneio), consolida-se cada vez mais em mercados tradicionais como o francês. “Isso é fruto do excelente trabalho de promoção e divulgação da qualidade excepcional dos Cafés do Brasil mundo afora”, comenta.

APOIO — O 13º Concurso de Qualidade Cafés do Brasil "Cup of Excellence Early Harvest" foi patrocinado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e contou com o apoio institucional da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (CeCafé), do Conselho Nacional do Café (CNC) e da Cooperativa de Cafeicultores da Zona de Varginha (Minasul). A auditoria de todas as etapas ficou a cargo do Centro de Comércio do Café do Estado de Minas Gerais.

* Dólar cotado a R$ 2,030, conforme fechamento de 10/01/2013.

Fonte: Ascom BSCA (Paulo A. C. Kawasaki)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *