Junho registra 80% de chuvas a mais do que o esperado, diz levantamento

Imprimir

Um levantamento feito pelo Centro de Meteorologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) apontou que só nos primeiros dias de junho, já choveu 80% a mais do que esperado para o período. O excesso de água influencia a produção no campo e pode fazer diferença para o bolso do consumidor.

A produtora de café de Caconde (SP), Roberta Bazilli, explicou que o preço tende a aumentar. “Esse ano vai ter uma perda grande, comparado com o ano passado. Eu acho que a tendência é o preço valorizar e o consumidor acabar pagando por isso”.

Por causa da chuva, a produtora ficou 20 dias sem trabalho em sua plantação. Segundo ela, apenas 20% do que foi colhido do campo terá qualidade para ser vendido.

O mesmo ocorreu com a colheita de cana de açúcar. As usinas tiveram que parar as atividades na semana passada, também por causa da chuva. Para os produtores de uva da região de Vinhedo (SP), o outono chuvoso também não é uma boa notícia. Além disso, muitas verduras e legumes já estão chegando mais caros para o consumidor.

O estudo da Unicamp demonstrou ainda que, se mais uma frente fria chegar na região, este será o outono mais chuvoso dos últimos 24 anos. Segundo a pesquisa, o aumento das chuvas é uma variação normal no clima. E o excesso de água do outono não significa que o inverno também será chuvoso.

Preços altos

A dona de casa Izilda Gomes disse que já notou o aumento dos preços nos supermercados. “A gente sempre vê a diferença. Como na minha casa é muita gente, a gente tem que procurar o bom preço”.

O comerciante Júlio de Santi disse que novos aumentos chegarão aos consumidores. “Teve um aumento baseado em quase 50% pela época do ano. Nesta época a verdura teria um preço bacana, mas teremos um aumento de mais 25% novamente”.

Fonte: G1 São Carlos e Região

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *