Interrupções no fornecimento de energia traz prejuízos a produtores

Imprimir

Produtores rurais do Sul de Minas têm sofrido com as constantes interrupções no fornecimento de energia elétrica na região.

De acordo com eles, o principal problema são os prejuízos, visto que quando a energia é cortada, até tarefas mais simples, como medir a umidade dos grãos de café ficam comprometidas.

Outro problema relatado por produtores rurais de várias cidades da região é a perda de equipamentos, que queimam durante as quedas e interrupções no fornecimento.

Ainda de acordo com os produtores, a Cemig é procurada, com frequência, mas o restabelecimento no fornecimento é lento e em muitos casos demora mais de cinco horas. Neste tempo, o café, que é colocado em secadores, fica parado e fermenta o que compromete a qualidade da bebida.

O produtor rural Mateus Lucas de Oliveira fala sobre o problema. “Nós usamos a energia para tudo e quando não tem energia, ficamos à toa”, conta.

Ele não é o único a reclamar, o produtor Roberto Mendonça reclama que já teve dois motores queimados por conta de uma queda de energia. “Eu gastei cerca de R$ 3 mil para recuperar os motores. Se eu fosse comprar novos, seria ainda mais caro”, relata.

Já conforme conta Walter de Oliveira, que tem propriedades em Santana da Vargem (MG) e também em Boa Esperança (MG), as interrupções são frequentes nos dois municípios, o que altera todo o planejamento. “Quando falta luz, temos que ficar à toa, porque há todo um planejamento, que precisa ser revisto sempre que o fornecimento é interrompido”, pontua.

Contudo, ninguém sabe ao certo o motivo de tantos problemas na falta de energia. “Normalmente ligamos para a Cemig. Eles pedem até 10 horas de prazo para o reestabelecimento, mas nem sempre isso acontece”, diz Oliveira.

A Cemig informa que não é possível saber os motivos das constantes quedas de energia. A Companhia destaca que faz um trabalho na região para tentar detectar o problema.

Fonte: Jornal da EPTV – EPTV Sul de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *