Instrutor do Senar faz adaptação de equipamentos para aluno participar de curso de classificação e degustação de café

Imprimir
Nunca se sabe quando um gesto aparentemente simples e corriqueiro pode fazer a diferença na vida de outra pessoa. O aluno Benedito Pedro de Andrade demonstrou isso ao fazer um agradecimento público ao instrutor Rafael Gustavo Morais de Oliveira por uma atitude que pode até ser parte da rotina de instrutor, mas marcou o aluno.

Benedito fez o curso de Classificação e Degustação de Café, realizado pelo Senar Minas em Bueno Brandão, na última semana de fevereiro. Devido a uma deficiência, o aluno utiliza cadeira de rodas para se locomover, o que o deixa em uma altura menor que as outras pessoas. Percebendo isso, o instrutor colocou o torrador de café em uma mesa mais baixa, de modo que ele pudesse executar a prática do curso sem problemas.

O emocionado agradecimento foi compartilhado com outras pessoas por um grupo de WhatsApp. No texto, Benedito Pedro diz que as pessoas se enternecem com quem tem limitações, mas são poucos os companheiros, amigos, que têm a atitude do instrutor. “Colocar a vara na mão do amigo e ensiná-lo, ajudá-lo para ele pescar o seu peixe. Isso chama-se Promoção Humana”, escreveu.

“Muito obrigado, Rafael. Hoje você fez um marco em minha vida. Torrei café. Fiquei radiante de felicidade. Não se apagará mais de minha memória. Oxalá em meus 43 anos de vida eu tivesse uns 10 amigos promotores humanos como você, promotores intelectuais… A gente não chega a lugar nenhum sozinho, só em equipe. Se estamos onde estamos é porque tivemos muito apoio”, continuou.

Ao final de sua mensagem, o aluno ainda agradeceu aos colegas de turma pelo apoio ao longo do curso: “E obrigado a todos por qualquer gesto, por pequeno que seja, me ajudando nesses dias desta semana. A todos, minha gratidão”.

Fonte: Senar Minas via FAEMG

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *