Instabilidade mantém chuvas sobre o Centro-Sul

Imprimir
A presença de áreas de instabilidade mantém o tempo chuvoso em diversas áreas do Centro-Sul do Brasil pelo menos até o final desta semana. É o que informa, nesta quarta-feira (17/8) o agrometeorologista Marco Antônio dos Santos.

Segundo ele, a instabilidade está, principalmente, sobre os Estados de Mato Grosso, Goiás e Minas Gerais. Essa condição favorece a ocorrência de pancadas de chuva, paralisando atividades como a colheita de lavouras de feijão e algodão, mas sem prejuízo para a produção.

No Paraná, as áreas de instabilidade também devem provocar chuvas nesta quarta-feira (17/8). De acordo com Santos, as condições devem permanecer favoráveis ao desenvolvimento de lavouras de inverno, caso do trigo.

Além do Paraná, os maiores volumes de chuva devem atingir regiões produtoras de Santa Catarina. Já no Rio Grande do Sul, o tempo tende a permanecer aberto na metade sul do Estado, com condições favoráveis ao preparo de solo para o plantio do arroz. Diferente da área norte gaúcha, para onde há previsão de chuvas.

“Uma nova massa de ar polar avança sobre o Sul do Brasil nesse próximo final de semana. Poderão ocorrer formações de geadas amplas, afetando tanto lavouras de milho que estão sendo semeadas nesse mês quanto lavouras de trigo”, alerta Marco Antônio dos Santos.

No Matopiba e na faixa litorânea do Nordeste, o tempo seguirá firme e sem previsões para chuvas. Esse cenário é positivo para a colheita, mas “bastante desfavorável ao desenvolvimento do milho e da cana de açúcar em Sergipe, Alagoas, Pernambuco e nordeste da Bahia”.

Fonte: Redação Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *