Instabilidade do mercado financeiro impacta comercialização do café, que tem ritmo lento

Imprimir

As vendas de café da safra 2012/2013 no mercado interno vêm apresentando lentidão até essa semana, de acordo com analistas do setor. Os principais motivos para que isso aconteça são o cenário macroeconômico, com as incertezas na zona do euro, e também as chuvas fora de época que atingiram as regiões produtoras brasileiras.

Segundo Rodrigo de Assis Dutra, analista da XP Investimentos, tanto os compradores quanto quem vende está esperando uma maior definição do financeiro para fixar a comercialização. A incerteza com relação aos preços e a volatilidade das cotações têm segurado as compras, e o café, como um ativo de risco, acompanha muito as tendências externas.

De acordo com o analista, também houve recuo nas exportações, especialmente devido às perdas de grãos causadas pela chuva : “Houve recuo até por conta das chuvas fora de época. Só agora os produtores estão contabilizando os prejuízos”, diz. Dutra frisa, entretanto, que a procura pelos grãos de qualidade é crescente nesse cenário. “Os estoques mundiais são muito baixos para esse tipo de café”, revela.

Considerando a quantidade já colhida dos grãos, apenas cerca de  25% já está comercializada, e há um volume baixo de contratos de longo prazo quando comparado a outros anos. Dutra afirma, entretanto, que a comercialização pode melhorar a medida em que a colheita se intensificar mais e os números forem surgindo no mercado.

Fonte: Notícias Agrícolas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *