Inicia a colheita do café conilon em Rondônia

Imprimir

Iniciou agora em abril a colheita do café conilon em Rondônia. A retirada dos grãos segue até o mês de maio, quando então deve começar a comercialização do produto. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), tem expectativa mais otimista da safra 2013 em relação a safra 2012. Com expectativa de crescimento esperado a média está entre 1,6% e 6,8% na produção dos grãos, segundo dados repassados pela companhia. Isso corresponde a uma quantidade de café estimada entre 1.388,9 e 1.460,1 mil sacas no estado. O aumento se deve principalmente, a condição climática desfavorável em 2012 – devido ao volume de chuvas pequeno no período da floração do café. Cacoal ainda é o município com maior produção do grão no estado, no entanto a qualidade da produção ainda não é considerada tão satisfatória – tanto em qualidade quanto em quantidade – devido a necessidade de recuperação de cafezais, plantio de novas lavouras, baixa qualidade do solo e condições climáticas pouco favoráveis.

Enquanto a produção média de café por hectare varia, historicamente, este ano a expectativa é de colheita de pouco mais de 11 sacas por hectare, contra 10,88 sacas na safra de 2012. Na contramão da baixa produtividade alguns cafeicultores estimam aumento da produção de até 50%. É o caso do cafeicultor Orly Gama, dono de propriedade na linha 10, espera colher 50% mais café em relação a 2012. Produtividade em alta é realidade também na propriedade de Valentim Barroso, cafeicultor da linha 12, espera colher de 80 a 100 sacas do grão, até o final da colheita. “Dessa vez surpreendeu mesmo porque eu não esperava esta produção não, e eu acredito que nós temos que melhorar mais ainda, nós somos aprendizes”, analisou.

O engenheiro agrônomo Adson Ribeiro, que esteve na propriedade e avalia que apesar das dificuldades o aumento da produção revela fatores positivos para a produtividade de café no estado. “O fator talvez que seria mais determinante é o aumento da tecnologia que o produtor tem empregado no cultivo”, segundo analisou. Os maiores compradores do café produzido em Rondônia são os estados de São Paulo e Paraná.

EVENTO

Na última quinta-feira a deputada estadual Glaucione Rodrigues participou de evento em Cacoal que contou com a presença do secretário de Agricultura, Pecuária e Regularização Fundiária (Seagri), Evandro Padovani. Na ocasião ela anunciou investimentos na ordem de R$ 4 mihões, referentes a emenda substitutiva feita pela parlamentar. Assumiu ainda publicamente o compromisso de obtenção de mais R$ 2 milhões para a mesma finalidade – com isso o investimento previsto será de R$ 6 milhões em prol da cafeicultura rondoniense.

Cafeicultores discutem estratégias e objetivos

Foi realizada na última quinta-feira, em Cacoal, uma reunião de órgãos do Governo Estadual e Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) com produtores de café e com comercializadores para discutirem estratégias e metas do Programa de Revitalização da Cafeicultura em Rondônia. O programa é uma parceria de órgãos como Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Regularização Fundiária (Seagri), Agência de Defesa Sanitária Agrossilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron) e Associação de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e busca incentivar a produção de café no Estado.

“Já se discutiu muito os problemas. Está na hora de discutir as soluções. O potencial de produção do café conilon aqui em Rondônia é uma coisa violenta”, disse Samuel José, Chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa. Rondônia é o segundo maior produtor do país de café conilon, com cerca de 26 mil produtores.Durante a reunião também foram apresentadas as metas à produção para 2018.

Fonte: Página da Notícia via Rede Social do Café

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *