IBGE reduz em 0,7% estimativa para produção de café

Imprimir

A projeção para a produção de café no Brasil recuou 0,7% em junho, na comparação com a projeção feita em maio, segundo a sexta estimativa do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), divulgada hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O rendimento médio também mostra redução de 0,7%. A produção é esperada em 2.631.719 toneladas, ou 43,9 milhões de sacas de 60 kg.

Ainda assim, o gerente da Coordenação de Agropecuária do IBGE, Mauro Andreazzi, afirma que este é um bom resultado, já que estamos em um ano de baixa da cultura, que alterna anos de elevada e pouca produção (bienalidade).

Minas Gerais, o maior produtor brasileiro de café, apresenta redução de 0,2% na produção esperada, quando comparada com a informação anterior, que totaliza 1.332.028 toneladas (22,2 milhões de sacas de 60 kg), considerando as duas espécies em conjunto (arábica e robusta), o que representa 50,6% do total esperado para o País. A área a ser colhida está reavaliada em 1.024.033 hectares. O Estado de São Paulo apresenta recuo de 3,1% no rendimento médio e 2,5% na produção esperada.

Segundo o IBGE, percebe-se que a bienalidade vem diminuindo ao longo dos anos em virtude da ausência de geadas, que sempre "nivelavam" as lavouras, e também por causa do manejo diferenciado de talhões dentro das propriedades, com práticas de adensamento, plantio de variedades mais tolerantes à ferrugem, podas, entre outros.

Fonte: Agência Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *