IBGE aponta safra brasileira em 44,3 milhões de sacas em 2011

Imprimir

No relatório de outubro do IBGE, a estimativa de produção de 2.658.061 t (44,3 milhões de sacas) mostra um decréscimo de 0,4% ante setembro, a área destinada à colheita cai 0,1% e o rendimento médio recua 0,2%.

Minas Gerais, maior produtor brasileiro, apresenta aumento de 0,2% na produção, totalizando 1.325.706 t (22,1 milhões de sacas de 60 kg), considerando as duas espécies em conjunto (arábica e canephora), que representam 49,9% do total esperado para o País em 2011. A área a ser colhida está reavaliada em 1.028.599 ha. O rendimento, característico de um ano de baixa, aumenta 0,1% em relação a setembro.

No Espírito Santo, segundo maior produtor, houve reajuste de -0,3% na produção e no rendimento em relação ao mês anterior. Desde o final de 2010 as condições meteorológicas estiveram favoráveis e a produção está estimada em 706.346 t (11,8 milhões de sacas), apresentando um rendimento médio de 1.447 kg/ha (24,1 sacas/ha), o maior do país. São Paulo, terceiro maior produtor, tem decréscimo de 4,6% na produção, em relação a setembro, totalizando 198.948 t (3,3 milhões de sacas). A área de colheita e o rendimento foram revistos e ambos reavaliados em -2,3%. Com informações do Departamento de Comunicação Social do IBGE.

Fonte: Agência Safras

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *