Iapar e Simepar encerram Alerta Geada 2017 no Paraná

Imprimir
O Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar) emitiram nesta quinta-feira (14) o último boletim do serviço “Alerta Geada” de 2017. A atual condição de bloqueio atmosférico mantém as temperaturas elevadas para os próximos dias, inviabilizando a formação de geadas no Paraná.

A recomendação aos produtores que amontoaram terra no tronco dos cafeeiros é retirar imediatamente a proteção, procedimento que deve ser feito com as mãos para evitar danos às plantas.

Em operação desde maio, o Alerta Geada divulga as previsões diárias de temperatura e do risco de ocorrer geadas na região cafeeira do Estado. O serviço auxilia os cafeicultores a decidir sobre o uso de técnicas de proteção em lavouras novas de café, com até dois anos.

INVERNO – Na zona cafeeira do Paraná o inverno transcorreu com temperaturas amenas, com 5 (cinco) ondas de frio e apenas 2 (dois) avisos de alerta geada, o primeiro em (09/06) e o segundo em (17/07). Durante as outras ondas de frio, ocorreram apenas geadas em áreas de baixada, sem risco para os cafezais.

“Neste inverno ocorreram condições de neutralidade do fenômeno ENOS. Em tais condições tem-se observado formação frequente de geadas, pois não há nenhuma anomalia de grande escala para bloquear as passagens das massas polares”, conforme afirma Angela Beatriz Costa – Meteorologista SIMEPAR/IAPAR.

O Alerta Geada voltará a ser ativado no próximo ano. O serviço é uma iniciativa do IAPAR e do SIMEPAR, com o apoio da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Paraná, Instituto Emater, Consórcio Pesquisa Café, prefeituras, cooperativas e associações de produtores.

Fonte: Instituto Agronômico do Paraná – IAPAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *