Honduras: recuperação nos preços do café gera fortes expectativas

Imprimir

A recuperação que vem sendo registrada no preço do café no mercado internacional está gerando esperanças nos dirigentes da cafeicultura de Honduras, considerando que faltam três meses para finalizar a safra de 2011-12 e ainda existem sacas para exportação. Esse ciclo das exportações de café superará os 4,6 milhões de sacas de 60 quilos.

Segundo o gerente do Instituto Hondurenho de Café (Ihcafé), Víctor Hugo Molina, o comportamento é positivo, já que a semana iniciou com preços de US$ 194 por saca, mas, nos últimos dias, avançam rapidamente aos US$ 215. "Realmente, é esperançoso o que está ocorrendo. Esperamos que siga mantendo essa tendência para benefício dos produtores", disse Molina, para depois atribuir essas altas ao aumento da demanda e à melhora econômica nos principais países consumidores.

Os diretores do Ihcafé projetavam um aumento de divisas de exportações de café na ordem de US$ 1,5 bilhão, sempre e quando o quintal (saca de 46 quilos) se mantivesse por volta de 200 dólares. Agora, estima-se que as vendas ao exterior gerariam US$ 1,3 bilhão.

Essa valor será superior ao da colheita de 2010-11, quando Honduras conseguiu resultados históricos na exportação de quase 4 milhões de sacas, mostrando um aumento de 25,45% em comparação às 3,14 milhões de sacas do ano anterior.

Produz-se café em 15 dos 18 departamentos do país e em 217 de 298 municípios que, em mais de 90%, destina-se à exportação aos mercados internacionais. A reportagem é do www.latribuna.hn, traduzida e adaptada pela Equipe CaféPoint.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *