Homem-Café: melhor do mundo no hóquei é fã de sabor clássico do Brasil

Imprimir
Ele é o melhor jogador do mundo do hóquei sobre a grama e tem uma particularidade curiosa: é viciado em café. A paixão é tanta que o holandês Robert Van der Horst carrega a própria máquina de café nas viagens pelo mundo. Capitão e principal jogador da Holanda na Rio 2016, Robert se sente em casa no Brasil. Afinal, são poucos os brasileiros que não tomam o cafezinho, tão apreciado no mundo inteiro. E é justamente essa paixão que Robert cultiva. Para ele, tomar café é um ritual. E ele fica tão contente como quando marca um gol.

Robert van der Horst (de laranja) em ação pelo time de hóquei da Holanda na Rio 2016 (Foto: Reuters)
Robert van der Horst (de laranja) em ação pelo time de hóquei da Holanda na Rio 2016 (Foto: Reuters)

– Eu sou o homem-café (risos). Primeiro que adoro o gosto. Mas também admiro o jeito de fazer, o jeito que é apresentado. É uma coisa legal. Tenho minha própria máquina, uma empresa me presenteou com uma. Em todos os países que eu vou, procuro tomar o café local. Já sabia que aqui no Brasil é uma bebida muito tradicional. Talvez os brasileiros possam até tomar um café comigo. O daqui é muito gostoso – disse o bem-humorado jogador.

Robert Van der Horst toma café com os companheiros de seleção (Foto: Reprodução/Instagram)
Robert Van der Horst toma café com os companheiros de seleção (Foto: Reprodução/Instagram)

Sua relação com o café, porém, precisou dar uma esfriada. Por recomendação médica, ele teve que diminuir as doses ingeridas ao longo do dia.

– Já fui viciado, mas não é bom para minha saúde. Então tentei reduzir para três ou quatro vezes ao dia. Mas toda vez que eu tomo, tento apreciar. Isso é o melhor.

Robert já tinha sido indicado seis vezes para ganhar o título de melhor jogador do mundo de hóquei, mas o reconhecimento só veio no fim do ano passado.

– É uma grande honra, já tinha concorrido antes e fiquei muito feliz. Mas para por aí. Só tento fazer o meu melhor, treinar forte. É legal o reconhecimento, tenho ajudado a Holanda a ganhar títulos e é um prazer fazer isso.

A Holanda é uma potência no hóquei sobre grama e chega forte para brigar pela medalha de ouro. O país foi campeão olímpico em Sydney 2000 e Atenas 2004 e ocupa atualmente a segunda posição do ranking mundial.

– Não sentimos pressão. Sabemos que estamos preparados para jogar. E sabemos que temos bons jogadores, mas a Austrália é a grande favorita. Temos que ser competitivos. Estamos orgulhosos de estar aqui e vamos tentar competir de igual para igual. Sabemos que podemos chegar longe.

Robert foi sincero ao mostrar desconhecimento sobre o hóquei sobre grama no Brasil, mas espera que o país aproveite o legado tanto de divulgação quanto das quadras que ficarão disponíveis para a prática do esporte.

– Não sei como é o sistema aqui, como funciona no momento. Mas é uma boa chance de mostrar o hóquei. Com esses campos muito bons que irão ficar para a cidade. Que as crianças comecem a jogar e tenha um envolvimento maior. Na China em 2008 foi assim. Eles aproveitaram bem a chance que tiveram de sediar os Jogos. Espero que o Brasil também faça proveito.

Fã de futebol e torcedor do PSV, Robert viu de perto na infância dois ídolos brasileiros. O melhor do mundo no hóquei elogiou a beleza do Rio de Janeiro e disse ter conhecido algumas comunidades cariocas.

– Eu ia muito ao estádio quando criança, então vi o Romário e Ronaldo marcando muitos gols. Sou muito fã deles e admiro o futebol brasileiro. Estivemos aqui [no Rio] há seis meses e conhecemos os principais pontos turísticos. É tudo muito bonito, as praias de Copacabana e Ipanema foram minhas favoritas. Fomos até a favela também, pois acho importante conhecer o que está à sua volta, como as coisas funcionam. Está sendo muito especial para nós.

Postagem feita por Robert na Vila Olímpica do Rio de Janeiro (Foto: Reprodução/Instagram)
Postagem feita por Robert na Vila Olímpica do Rio de Janeiro (Foto: Reprodução/Instagram)

Fonte: Globo Esporte (Por Robson Boamorte)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *