Grupo de estudo se reúne para criação da marca coletiva “Cafés Sul de Minas”

Imprimir

Com o objetivo de buscar a melhoria do cenário da cafeicultura da região do Sul de Minas, o grupo de estudo liderado pela AMOG e ConCafé, formado por diferentes representantes do setor produtivo da cafeicultura, empresas de tecnologia, centros de pesquisa e ensino superior, entre outros, apresentou na tarde de 21 de outubro de 2019 na sede da AMOG em Guaxupé (MG), a proposta para a criação da marca coletiva “Cafés Sul de Minas”.

A reunião contou com a participação de representantes de diferentes lideranças do setor produtivo da cafeicultura, cooperativas, centros de pesquisa e ensino superior e empresas de tecnologia e inovação do setor privado e público, além de produtores de diferentes regiões do Sul de Minas.

O grupo de estudo responsável pela proposta, defendeu o modelo de aumento da qualidade do café produzido como ferramenta para se obter melhores preços. Desta forma a proposta apresentou a Marca Coletiva como ferramenta para se criar uma base técnica/tecnológica que sustente o processo de qualificação da produção do café do Sul de Minas, principalmente quando se trata do pequeno produtor.

Seguindo a agenda da reunião, depois da apresentação da proposta, a palavra foi aberta aos participantes, onde, apesar de expressarem seu interesse e defesa pela iniciativa, contribuíram com suas experiências e expectativas para com a apresentação realizada. Um dos pontos de atenção registrados foi a preocupação com a construção de um modelo impositivo e não representativo dos cafeicultores.

Fernando Barbosa, atual presidente do conselho da AMOG, lembrou que todo o processo tem sido realizado buscando a criação colaborativa de todos os envolvidos que possam ser impactados nos processos. E que uma das principais premissas do projeto é que a Marca Coletiva “Cafés Sul de Minas” possa ser antes de mais nada uma marca que reflita a identidade do cafeicultor das diferentes regiões que formam nosso território.

Fonte: AMOG via Notícias Agrícolas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *