Governador promete apoio a cafeicultores mineiros

Imprimir

Em reunião com o presidente da FAEMG, Roberto Simões, o governador de Minas Gerais, Antonio Augusto Anastasia, prometeu, na tarde de hoje, apoio aos cafeicultores junto ao Governo Federal. O grupo, formado ainda por representantes de sindicatos de produtores e cooperativas de cafeicultores, busca a aprovação emergencial da revisão do preço mínimo da saca de café para R$ 340. Estacionado há três anos na marca dos R$ 261, o preço atual fica ainda abaixo dos custos de produção.

O tema tem sido debatido fortemente nas últimas semanas pela FAEMG junto aos Ministérios da Fazenda e da Agricultura. O pedido dos cafeicultores mineiros é de que o novo mínimo seja aprovado pelo Conselho Monetário Nacional ainda esse mês, forçando reação urgente do mercado.

Anastasia, que há poucos dias já havia enviado ofício à Presidência solicitando a elevação do mínimo, prometeu reforçar a campanha mineira, fazendo novos contatos junto aos Ministérios da Agricultura e da Fazenda e a Casa Civil.

O governador afirmou ainda que o tema foi assunto dominante durante seu encontro com a presidenta Dilma Roussef na capital mineira ontem. Anastasia disse ter destacado à Dilma que a solução para a crise não representará gastos para a União, já que tudo o que o setor precisa é que o Governo sinalize garantias, fixando um mínimo condizente para que o mercado se ajuste. “A presidenta se mostrou muito sensível ao problema. Ela sabe da urgência da situação e da importância do café para toda a cadeia produtiva e a economia do nosso Estado e do Brasil. Uma possível crise do café em Minas Gerais não seria algo apenas ruim, seria trágica”, completou.

Fonte: Faemg

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *