Fundação Ernesto Illy e illycaffè apresentam a 9ª edição do Mestrado em Economia e Ciência do Café Ernesto Illy

Imprimir
Na manhã da última sexta-feira, dia 11 de janeiro de 2019, foi lançado o nono ano acadêmico do Mestrado em Economia e Ciência do Café Ernesto Illy, curso interuniversitário que acontece em Trieste, na Itália, destinado a jovens estudantes que se formaram em Economia, Engenharia e Ciências Agrícolas. Foi criado para oferecer uma preparação completa em relação a tudo que cerca o produto café, desde a planta até a xícara, incluindo o valor social do consumo de café e estudos sobre as culturas dos países produtores.

Curso único no mundo, o Mestrado estabelece Trieste como foco internacional para a cultura do café e se orgulha de oferecer uma equipe de ensino que vem de centros de estudos avançados, tanto italianos quanto estrangeiros, como a USP (Universidade de São Paulo) no Brasil, a Universidade de Údine, Universidade de Trieste, Universidade Wageningen (Holanda), University of Northern Colorado (Estados Unidos), Universidade de Ljubljana (Eslovênia), Universidade de Copenhague (Dinamarca) e World Coffee Research. Os parceiros que apoiam a Fundação Ernesto Illy são a Universidade de Trieste, Universidade de Údine, illycaffè, SISSA (Escola Internacional para Estudos Avançados de Trieste), o Consórcio de Biomedicina Molecular (Área Science Park-Trieste), a Fundação CRTrieste e a Fundação Friuli.

Os 21 estudantes inscritos neste ano acadêmico vêm de 15 diferentes países, como Brasil, China, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Etiópia, Finlândia, Guatemala, Honduras, Itália, Índia, Papua Nova Guiné, Uganda e Venezuela, confirmando o escopo internacional do Mestrado. A representante brasileira é a engenheira agrônoma Raquel Miranda, que faz parte de uma família produtora de café em Três Pontas, no Sul de Minas Gerais. O curso, que abrange 400 horas de aulas, acontece nas dependências da Fundação Ernesto Illy, entre 14 de janeiro e 14 de junho, e termina no meio de outubro com a apresentação das teses.

Alunos da 9ª turma do Mestrado em Economia e Ciência do Café Ernesto Illy com a equipe e executivos da illycaffè (Foto: Divulgação/illycaffè)

Sobre a illycaffè

A illycaffè (http://illy.com.br/) é uma empresa familiar italiana, fundada em Trieste em 1933, comprometida em oferecer o melhor café do mundo. É a marca de café mais global, produzindo um único blend de café espresso 100% arábica, com grãos provenientes de 9 países fornecedores, sendo o Brasil o principal. São consumidas mais de 7 milhões de xícaras de café illy por dia, em cafeterias, restaurantes, hotéis, escritórios e residências de mais de 140 países. Precursora do espresso, a illycaffè é considerada líder em ciência e tecnologia do café graças a três radicais inovações. Ao promover o primeiro Prêmio Ernesto Illy de Qualidade Sustentável do Café para Espresso, no Brasil em 1991, também foi pioneira na compra direta dos fornecedores, compartilhando know-how e pagando preços acima do mercado para quem atinge seus padrões de qualidade, em parcerias sustentadas pelos princípios do desenvolvimento sustentável. Com o objetivo de difundir a cultura do café, fundou a Università del Caffè, um centro educacional de excelência que oferece treinamento teórico e prático em todos os aspectos do café para cafeicultores, baristas, equipes de lojas de café e amantes da bebida. Tudo que é “made in illy” é realçado pela beleza e a arte, representando os valores fundamentais da marca, a começar pelo seu logo, como são as mais de 100 xícaras da renomada illy Art Collection, desenhadas por artistas internacionais. A illycaffè empregava 1.290 pessoas globalmente em 2017, quando registrou receitas consolidadas de 467 milhões de euros.

Fonte: ADS Comunicação Corporativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *