Funcafé libera R$ 5 milhões para pesquisa sobre o grão

Imprimir

O Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) vai disponibilizar R$ 5 milhões para pesquisas sobre café. O montante liberado vem de uma parceria entre Secretaria de Produção e Agroenergia (Spae) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e a Embrapa. A oficialização da iniciativa foi publicada no Diário Oficial da União na terça-feira (3).

Os projetos a serem contratados possuem os seguintes focos temáticos: sustentabilidade da cafeicultura de montanha, estresses bióticos e abióticos, qualidade e marketing para a rentabilidade e deficiência dos processos de transferência de tecnologia. O tempo médio de duração dos projetos é de quatro anos.

Para a secretária da Spae, Cleide Laia, os investimentos em pesquisa do café são fundamentais para o crescimento do setor. “As ações promovidas em áreas importantes como melhoramento genético, desenvolvimento de cultivares com alto potencial de produtividade e qualidade, manejo de pragas, entre outros, fazem do Brasil um líder mundial em tecnologias de produção voltadas para a cultura. Por isso somos o maior produtor e exportador de café”, destaca.

A parceria consiste na execução de projetos de pesquisa selecionados do Programa Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento do Café, coordenado pela Embrapa Café. Os temas foram definidos como prioritários pelo setor cafeeiro durante o workshop “Fortalecendo a Rede com novos projetos do Consórcio Pesquisa Café”, realizado em dezembro de 2012.

Fonte: Portal Brasil via Assessoria de Imprensa do Ministério da Agricultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *