Funcafé libera R$ 3 bilhões para financiar cadeia produtiva

Imprimir

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) assinou 23 novos contratos com agentes financeiros para repasses de recursos do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé), no valor de R$ 3 bilhões, do total de R$ 4,136 bilhões aprovados pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), em junho deste ano.
 
Os extratos desses contratos foram publicados no Diário Oficial da União (DOU) nos dias 28 e 29 de julho e nesta segunda-feira (3).

Os contratos firmados financiarão operações de custeio (R$ 717 milhões), estocagem (R$ 1,1 bilhão), aquisição do café (FAC – R$ 572 milhões), capital de giro para indústrias de torrefação (R$ 203 milhões), de café solúvel (R$ 124 milhões) e cooperativas de produção (R$ 270 milhões).

As instituições financeiras contratadas são Banco BNP Paribas Brasil, Banco Cooperativo do Brasil (Bancoob), Banco Ribeirão Preto, Fibra, Santanter, Safra, Sicoob Agrocredi, Banco ABC Brasil, Bicbanco, Bradesco, Banco de Crédito e Varejo, Banco Desenbahia, Itaú S/A, Banco Original, Rabobank, Banco Tokyo, Banco Votorantim, Cooperativa Central/ES, Cooperativa Coopacredi, Cooperativa Credialp, Cooperativa Crediminas, Cooperativa Sicoob Credisis e Cooperativa Sicoob Credicarmo.

Estão previstos mais oito agentes financeiros para serem contratados para os repasses do Funcafé.

Com a nova estrutura regimental do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Decreto n 8.492, de 13/07/2015), o Funcafé passa a ser subordinado à Secretaria de Política Agrícola.

Clique aqui para conferir a tabela.

Conferira os extratos do DOU aqui, aqui e aqui

Fonte: Assessoria de Comunicação Social (Cláudia Lafetá e Inez De Podestà)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *