Funcafé ainda não influencia cotações

Imprimir

O mercado ainda não reagiu à aprovação do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé), divulgada na última terça-feira. Colaboradores do Cepea esperam que alterações aconteçam apenas quando a liberação dos recursos for efetivada, a partir de 1º de julho. A principal mudança aguardada é o aumento dos preços, tendo em vista que produtores poderão reter o grão, respaldados no financiamento de estocagem e capital de giro, e, portanto, terão maior poder de negociação.

O Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6 bebida dura para melhor, posto na capital paulista, fechou na quarta-feira, 19, a R$ 285,84/sc de 60 kg, leve alta de 0,96% em relação à terça. Esse ganho é atribuído à retração vendedora e à alta do dólar. No mercado de robusta, a entrada da nova safra tem pressionado, mesmo que levemente, as cotações. O Indicador CEPEA/ESALQ do robusta tipo 6 peneira 13 acima recuou 2,5% desde o início de junho, fechando ontem a R$ 242,23/sc de 60 kg.

Fonte: Cepea Esalq/Usp

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *