Fazenda Experimental da EPAMIG em Três Pontas realiza 5ª edição de dia campo

Imprimir

No Dia Nacional do Café, 24 de maio, a EPAMIG realizou o 5º Dia de Campo Café com Leite na Fazenda Experimental de Três Pontas (FETP), no Sul de Minas. Nesta edição, o tema abordado foi qualidade na produção de café com leite. O objetivo do evento foi integrar produtores de leite e café da região, além de divulgar novas tecnologias e incentivar o intercâmbio de informações entre os diferentes elos da cadeia produtiva do leite e do café.

Durante a abertura do dia de campo, o pesquisador da Universidade Federal de Lavras (Ufla) Marcos Pereira apresentou panorama da produção de leite no Brasil. Para ele a perspectiva da produção mundial de leite bovino é ótima. "O Brasil ocupa hoje o 5º lugar no ranking de maiores paises produtores de leite de vaca, antes ocupado por países europeus", explica. Segundo o especialista, Minas Gerais lidera a produção de leite no país, mas a região Sul é a que mais cresce em percentual de produção.

Em seis estações de campo os participantes conheceram resultados de linhas de pesquisas em café e leite. O pesquisador da EPAMIG, que é também chefe do Núcleo Tecnológico EPAMIG Café, César Elias Botelho , relançou a cultivar de café MGS Travessia, que teve esse nome escolhido em homenagem ao cantor trespontano de coração Milton Nascimento. A cultivar Travessia é resultado de cruzamento das cultivares Catuaí amarelo e Mundo Novo. É uma cultivar produtiva, vigorosa, de maturação média à tardia e responsiva à poda.

"Percebemos, após avaliação em oito safras, que lavoura com poda em esquelatamento teve aumento significativo da produtividade média", explica. O pesquisador sugere que o cafeicultor cultive dois tipos de cultivares em sua propriedade, com períodos de maturação diferentes. "Isso é importante para o produtor escalonar sua produção".

De acordo com o gerente da Fazenda Experimental de Três Pontas, Ronaldo Medeiros , o evento é uma oportunidade de intercâmbio entre produtores e técnicos com os pesquisadores da EPAMIG, Ufla e Extensionistas da Emater-MG . "Relançamos a cultivar MGS Travessia após seis anos de observação dessa cultivar na Fazenda Experimental com o objetivo de estudarmos sua aplicabilidade no campo", explica. Segundo Ronaldo, a Fazenda de Três Pontas tem semente da cultivar MGS Travessia para comercialização, assim como de outras cultivares desenvolvidas pela EPAMIG.

Para o produtor de café e de leite Luciano Silva Lemos (Ilicínea-MG) o evento é mais uma oportunidade para buscar novidades no setor. "Participo com frequência dos eventos realizados na Fazenda da EPAMIG". Luciano cultiva as variedades de café Catuaí e Mundo Novo e pretende introduzir a variedade MGS Travessia. "Minha propriedade é semimecanizada, mas procuro investir em tecnologias na medida do possível", conta. A atividade leiteira também é desenvolvida em sua propriedade, que mantém produção diária de 400 litros de leite bovino, com rebanho de vacas mestiças F1 e 3/4. "O cenário do leite no Brasil está modificando, mas acho que terá mais espaço no mercado para os pequenos e para os grandes produtores de leite", opina. Luciano que já tem ordenha mecânica em seu curral, aponta a mão de obra como um dos principais fatores de interferência em sua produção de leite.

Expocafé 2012 

O maior evento do agronegócio café no Brasil, a Expocafé, é realizado na Fazenda Experimental da EPAMIG, em Três Pontas. A 15ª edição da Expocafé será realizada entre os dias 19 e 22 de junho de 2012. O evento apresenta novidades em máquinas, equipamentos e insumos para a cafeicultura. Em 2011 a Expocafé recebeu mais de 22 mil participantes.

Cultivar de café MGS Travessia foi relançada durante 5º dia de campo café com leite.

Luciano Lemos, que é produtor de café e leite em Ilicínea (MG), avalia como importante a participação periódica em eventos técnicos do setor.

De acordo com o pesquisador da Ufla Marcos Pereira a perspectiva de produção mundial de leite bovino é ótima.

Pesquisador da EPAMIG César Botelho apresentou características da cultivar de café MGS Travessia.

Pesquisador da EPAMIG Clenderson Corradi palestrou sobre o uso da cerca elétrica na agropecuária.

Fonte: Ascom EPAMIG

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *