Falta de chuvas preocupa cafeicultores de SP e MG

Imprimir

A falta de chuvas regulares e com bons volumes tem preocupado os produtores de café de São Paulo e Minas Gerais. Em algumas regiões do cerrado mineiro e também do triângulo não chove há mais de 15 dias e os cafezais já começam a sentir esta estiagem, principalmente em bons volumes, para suprir toda a demanda hídrica da planta. Até porque os cafezais em plena fase de desenvolvimento do chumbinho necessitam que os solos estejam com boa capacidade hídrica, uma vez que essa é uma das fases que mais demanda água pela planta.

Além da falta de chuvas regulares, o forte calor registrado ao longo dessa última semana, quando foram observadas temperaturas superiores a 35C na maioria das regiões produtoras, vem causando um enegrecimento dos chumbinhos e até uma queda prematura dos mesmos. Porém, diz ainda a Somar, como são casos isolados não há como diagnosticar se haverá ou não uma quebra acentuada na produção. Ainda mais que havia a previsão de chuvas para todas as regiões cafeeiras nesse final de semana de feriado, mas essas chuvas não ocorreram e seocorreram foram de baixa intensidade e bem localizadas, não atingindo muitas vezes a propriedade inteira, colocou a Somar. Desse modo, os cafezais sentem os efeitos dessa seca e muito provavelmente haverá reduções nos potenciais produtivos para a safra 2013, prevê.

Segundo a Somar, não estão previstas chuvas para essa semana em nenhuma região. Apenas poderá ocorrer, mais uma vez, pancadas isoladas e de baixa intensidade, o que não irá suprir a demanda hídrica da planta. Chuvas deverão vir somente no final de semana, aponta a Somar, com volumes previstos oscilando entre 10 e 30 mm, quantidade insuficiente também para repor toda a umidade do solo e garantir uma mínima quantidade de água para que os cafezais possam aguentar por mais uns 10 dias os baixos índices pluviométricos, indica.

Segundo os modelos de previsão, essa primeira quinzena de novembro deverá ter esse padrão de chuvas, uma vez que os maiores volumes de chuvas irão ocorrer sobre a região centro-norte do Brasil. E, com a falta de chuva, as temperaturas tendem a subir novamente ao longo desse período, estima. As informações são do CNA e do boletim agrometeorológico da Somar, adaptadas pela Equipe CaféPoint.

Fonte: CaféPoint

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *