Falta de café de qualidade no mercado mundial pode segurar preços firmes por quatro safras

Imprimir

Café sobe forte em N. York, e saca corrige valores no mercado interno. Café natural já vale R$ 315,00 para o tipo 6, enquanto que o cereja descascado bate em R$ 400,00. Previsão é de preços firmes por 4 safras.

Em mais um dia de altas no mercado internacional, o café sobe forte na Bolsa de Nova York e a saca corrige valores no mercado físico brasileiro. Café natural tipo 6 já vale R$ 315,00, enquanto o cereja descascado, grande surpresa desta nova safra, bate em R$ 400,00. O reflexo no Brasil pode ser visto como efeito cascata no crescimento econômico das regiões produtoras.

Marlon Braga Petrus, trader na Cooparaíso, aconselha ao produtor a começar a realizar seus negócios a fim de aproveitar o valor atual remunerador para seu custo de produção, no entanto, é importante estar atento às previsões do mercado que se divide em dois cenário: o primeiro é manter as vendas na expectativa de que as cotações permaneçam em elevação, mas por outro lado, ele pode segurar seu produto e correr o risco de o mercado cair, aí não terá suporte financeiro para programar próxima safra.

Os fundos, que atualmente estão lucrando com as altas tanto do café como de outras commodities agrícolas, podem liquidar suas vendas e fazer o mercado cair, mas para o momento, não existe fundamentos que os levem a vender seus contratos.

Petrus avalia que o mercado está em um constante processo de alta e as estimativas sugerem que os estoques mundiais de cafés de qualidade estejam apertados pelos próximos cinco anos e podem se manter acima dos custos de produção do cafeicultor. Assim, apesar de que durante esse período exista o risco de declínio nos preços, a previsão que fica é de que os preços se sustentem pelo menos por mais quatro safras.

Fonte: Redação Notícias Agrícolas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *