Exportadores de café do Vietnã recomendam desconto de US$ 30

Imprimir

Um grupo de exportadores de café do Vietnã recomendou que os grãos da safra 2012/13 sejam precificados com desconto de 30 dólares em relação aos futuros em Londres e pediram que o governo permita a estocagem de 300 mil toneladas, para dar suporte aos preços.

O Clube de Exportadores de Café do Vietnã fez suas recomendações antes do início do ano safra 2012/13, que começa em 1º de outubro, e depois do Vietnã, maior produtor e exportador mundial de café robusta, ter colhido uma nova safra recorde de 1,6 milhão de toneladas, ou 26,7 milhões de sacas de 60 kg, ante a safra anterior.

"Negociantes devem vender com desconto de 30 dólares para o tipo normal, 5 por cento preto e queimado", disse o clube em comunicado datado de 24 de agosto, que foi divulgado no site da Associação Vietnamita de Café e Cacau nesta sexta-feira. Produtores devem vender a 40 mil dong (1,92 dólar) por kg, acrescentou ele.

"O clube propõe que a Associação Vietnamita de Café e Cacau sugira ao governo e ministros relevantes que permitam a estocagem de 300 mil toneladas logo no começo do ano safra 2012/13", disse o comunicado. O clube engloba 20 empresas entre as maiores de exportação do Vietnã.

Os descontos para o café vietnamita tipo 2, 5 por cento preto e queimado em relação aos futuros em Londres nesta semana ficaram entre 20 dólares e 50 dólares por tonelada, para entrega em outubro e novembro, enquanto as ofertas de compradores internacionais ficaram entre 60 dólares e 70 dólares por tonelada.

A safra de café do Vietnã vai de outubro a setembro do ano seguinte, começando com a colheita, que normalmente atinge pico em dezembro e termina em janeiro.

Muitos produtores disseram esperar que a colheita 2012/13 recue para entre 15 e 20 por cento ante o recorde do ano atual, e o presidente do conselho do grupo, Do Ha Nam, disse que chuvas anormais e um maior número de árvores envelhecidas levariam à queda.

O clube também disse que a área de café no cinturão produtor do país aumentou, superando os 530 mil hectares. Não foi dado um número final para a produção da safra 2011/12.

Fonte: Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *