Exportações de café em 2013 sobem em volume, mas caem em faturamento

Imprimir

As exportações do café brasileiro no último ano aumentaram 10,2% em termos de volume frente ao resultado de 2012, mas o faturamento caiu 19% no mesmo comparativo, informou nesta segunda-feira o Conselho de Exportadores de Café. As vendas no exterior somaram 31,2 milhões de sacas de 60 quilos entre janeiro e dezembro de 2013, enquanto o faturamento alcançou os US$ 5,15 bilhões, de acordo com o balanço entregue em São Paulo pelo CeCafé.

Para Guilherme Braga, diretor-geral do Conselho, "os dados indicam que a exportação brasileira de café em 2013 está recuperando-se em termos de volume, comparada ao ano anterior, que foi um período prejudicado pelo excesso de chuvas". "Este resultado positivo mostra que o país volta aos níveis de exportação acima das 30 milhões de sacas por ano. Outro ponto a ser destacado é o crescente volume de cafés diferenciados exportados pelo Brasil perante 2012, em função do aumento na demanda por cafés de qualidade e sustentáveis", acrescentou.

De acordo com Braga, esse segmento, o dos chamados cafés diferenciados, cresceu 5% em relação a 2012. Por variedade, 85% do café exportado pelo Brasil no ano foi o arábico, o de maior qualidade; 10,7% correspondeu ao grão solúvel, 4,2% ao robusto e o mínimo restante (0,1%) ao tipo tostado e moído.

Entre janeiro e dezembro, os Estados Unidos, com 20% do total exportado, lideraram a lista de compradores do grão brasileiro, seguido por Alemanha e Itália, cada um com 8%, e Bélgica, com 7%. Em dezembro, as vendas do grão brasileiro no exterior desceram 4,5% em volume frente ao mesmo mês de 2012, até colocar-se em 2,8 milhões de sacas, e o faturamento somou US$ 396.059, 33,8% menos na mesma comparação.

Agência: EFE

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *