Exportações de café do Brasil caem 19,8% em março

Imprimir

A receita cambial com exportação de café em março foi de US$ 549,9 milhões, representando queda de 16,3% em comparação com o mesmo mês de 2011 (US$ 656,6 milhões), conforme dados divulgados nesta quarta-feira pelo Conselho dos Exportadores de Café (CeCafé).

Em termos de volume, a exportação em março totalizou 2,189 milhões de sacas, o que corresponde a uma queda de 19,8% em comparação com 2,731 milhões de sacas em março do ano passado.

No trimestre, a receita cambial acumula US$ 1,704 bilhão, 8,6% abaixo do mesmo período de 2011 (US$ 1,871 bilhão). O volume embarcado no trimestre é de 6,541 milhões de sacas (menos 20,7% ante as 8,245 milhões de sacas de 2011). Do total embarcado nos primeiros três meses deste ano, 5,855 milhões de sacas foram de café verde (5,686 milhões de sacas de arábica e 169.296 sacas de robusta – conilon).

O diretor-geral do CeCafé, Guilherme Braga (foto), informou em comunicado que nesses três primeiros meses de 2012 destaca-se o embarques de 1,753 milhão de sacas de cafés arábica diferenciado (de alta qualidade), mostrando um expressivo crescimento nas vendas de cafés com valor agregado, com preço médio de US$ 315,66 A saca, o que representa 32,3% do total da receita com a exportação de café. De acordo com Braga, esse porcentual, que poderá crescer, aliado à manutenção dos preços do produto, refletirá positivamente na receita anual, além de significar um incremento da renda do produtor.

Levando em conta a qualidade do café, o relatório mostra que nos três primeiros meses deste ano 86,9% do produto exportado foi da variedade arábica, 10,3% de solúvel, 2,6% de robusta e 0,2% de torrado e moído.

O balanço mostra, ainda, que a Europa foi o principal mercado importador no período, adquirindo 56% do total embarcado. A América do Norte respondeu pela compra de 21%, a Ásia por 17%, e a América do Sul por 3%.

No mês de março, a exportação do café foi embarcada principalmente pelo Porto de Santos (77,4% do total, ou 5.061.921 sacas), Porto de Vitória (12,5% do total ou 819.771 sacas) e o Porto do Rio de Janeiro (7,7% do total ou 500.821 sacas).

Fonte: Agência Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *