Exportações de café de Uganda em março crescem 65%, para 409.916 sacas

Imprimir
As exportações de café de Uganda aumentaram 65% em março ante igual período do ano anterior. De acordo com o órgão estatal Autoridade para Desenvolvimento do Café, o crescimento aconteceu porque mais plantas entraram em fase de produção.

As remessas do maior exportador africano do grão chegaram a 409.916 sacas de 60 quilos. Em igual mês da última temporada, o volume tinha chegado a 247.798 sacas.

Os números levaram as exportações totais acumuladas para 2,25 milhões de sacas desde o início da safra 2016/17, em outubro, o que representa um aumento de 35% em relação ao período correspondente anterior.

As exportações do mês foram as maiores em volume desde dezembro. A receita com exportações do país subiu 69%, para US$ 273 milhões, impulsionada tanto pelo maior volume quanto pela melhora dos preços globais.

O país africano, que exporta principalmente a variedade robusta, tem se beneficiado com a recuperação de preços em meio às preocupações com a oferta do Brasil e da Ásia.

No entanto, depois de subir ao maior nível em cinco anos e meio, em janeiro, os preços de robusta permaneceram praticamente estáveis em fevereiro e março devido a fortes exportações de produtores asiáticos, segundo a Organização Internacional do Café (OIC).

De acordo com autoridades, preços mais altos estão convencendo os agricultores de Uganda a liberar parte dos estoques da última temporada, impulsionando as exportações. Para a temporada 2016/17, as exportações de café de Uganda estão projetadas para chegar a 3,8 milhões de sacas, ante 3,32 milhões da temporada anterior.

Fonte: Dow Jones Newswires via Estadão Conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *