Exportações de café de Minas voltaram a apresentar queda em janeiro

Imprimir

As exportações de café, principal produto do agronegócio de Minas Gerais, voltaram a apresentar queda em janeiro, na comparação com dezembro. De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Mdic), foram embarcadas 93,3 mil toneladas do grão, queda de 6,97% frente as 100,3 mil toneladas embarcadas no ultimo mês de 2012.

O levantamento mostrou ainda que no período a receita gerada com as negociações com o exterior também recuou. Ao todo foram faturados US$ 315,22 milhões, valor 10,76% inferior aos US$ 353 milhões registrados em dezembro de 2012.

Em relação a janeiro de 2012, o recuo no faturamento gerado com os embarques foi ainda maior. Os dados do Midc mostram que no primeiro mês do ano passado foram faturados US$ 413,5 milhões, redução de 23,7% quando comparado com a receita gerada em janeiro deste ano.

O volume embarcado em janeiro de 2012, ao contrário do faturamento, foi menor alcançando 82,1 mil toneladas, enquanto em igual período de 2013 foram embarcadas 93,3 mil toneladas.

A diferença entre os volumes e o faturamento reflete a queda na cotação do grão. Enquanto em janeiro de 2012 a tonelada de café estava avaliada a US$ 3,3 mil, em janeiro deste ano o valor caiu para R$ 2,06 mil por tonelada, desvalorização de 37,7%.

A retração na cotação e no desempenho das exportações do café em Minas Gerais se deve basicamente às crises dos Estados Unidos e da Europa, principais compradores da bebida brasileira, que desde 2012 vem reduzindo a demanda. Outro fator que também contribuiu para a queda da cotação do grão foi a maior produção registrada ao longo de 2012.

Recuperação – Para este ano a expectativa é de recuperação do mercado cafeeiro, além de queda na produção, devido à bianualidade negativa, os estoques mundiais ainda são baixos o que irá favorecer a retomada das negociações.

O levantamento do Mdic também mostra que outros produtos, como a soja, também apresentaram redução. Em janeiro de 2013, as exportações mineiras da oleaginosa caíram 95% em faturamento quando comparado com o resultado de janeiro de 2012. No período o faturamento que era de US$ 28,6 milhões recuou para US$ 1,3 mil.

Em relação ao volume, foram embarcados apenas 500 quilos de soja em janeiro deste ano, frente as 62,8 mil toneladas destinadas ao exterior em janeiro de 2012, queda de 99,2%. A demanda muito superior à oferta fez com que o preço da soja fosse alavancado no mercado interno e externo, o que estimulou os produtores a comercializarem a produção no mercado local.

Queda também foi registrada nos embarques do milho. De acordo com dados do Mdic, em janeiro, foram exportadas 6,8 mil toneladas do cereal, frente às 27,3 mil toneladas exportadas em dezembro, queda de 75%. Em comparação com janeiro de 2012 o recuo foi de 30%.

Fonte: Diário do Comércio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *