Exportações brasileiras de café sobem 77% em valor no 1º semestre

Imprimir

O Brasil exportou de janeiro a junho 16,2 milhões de sacas de café de 60 quilos por um total de US$ 3,967 bilhões, o que representa um aumento de 13% em volume e de 77% em valor em relação ao mesmo período de 2010.

O Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (CeCafé) indicou nesta quinta-feira que, em junho, o país vendeu para fora 2,6 milhões de sacas de café, 24% a mais que no mesmo mês de 2010 em termos de volume.

O faturamento mensal foi de US$ 375,2 milhões, 116,5% a mais que em junho de 2010.

Na safra 2010-2011, que terminou em junho, o Brasil registrou números recordes tanto em volume quanto em valor. A quantidade de café exportado entre julho de 2010 e junho de 2011 foi de 34,9 milhões de sacas, 17% a mais que na safra 2009-2010.

As vendas no mesmo período chegaram a US$ 7,399 bilhões, o que representa um aumento de 65% em relação à safra anterior.

"O Brasil encontrou mercado para uma produção maior e, por isso, as safras mais altas já não significam pressão nos preços", apontou em comunicado Guilherme Braga, diretor-geral do Cecafé.

Segundo ele, a expectativa para a safra 2011-2012 é que os preços mantenham os atuais níveis e o faturamento seja ligeiramente maior, apesar da redução no volume da produção por conta da bianualidade do cultivo, que significa uma temporada produtiva seguida de uma irregular.

No primeiro semestre deste ano, os Estados Unidos foram o principal comprador do café brasileiro, com 3,2 milhões de sacas, 22,08% a mais que nos seis primeiros meses de 2010.

Em seguida, ficaram Alemanha (3 milhões de sacas), Itália (1,3 milhão), Bélgica (1,2 milhão) e Japão (1,1 milhão). 

Fonte: Agência EFE

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *