Exportação de café na safra 2016/17 cai e fica em 32,9 mi de sacas, diz CeCafé

Imprimir
A exportação brasileira de café na safra 2016/17 (julho de 2016 a junho de 2017) alcançou 32,91 milhões de sacas de 60 kg. O volume corresponde a uma queda de 7,4% em comparação com os 12 meses anteriores, segundo levantamento do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (CeCafé), divulgado nesta quarta-feira, 12. A queda corresponde ao pior resultado desde a safra 2012/13, quando o País exportou 30,91 milhões de sacas.

Já a receita cambial no período ficou em US$ 5,64 bilhões, 5,0% maior do que a da safra 2015/16 (US$ 5,373 bilhões). O preço médio na safra 2016/17 foi de US$ 171,48, aumento de 13,4% ante o ano-safra anterior (US$ 151,16).

O presidente do CeCafé, Nelson Carvalhaes, informa que fatores climáticos, em particular a seca nos últimos dois anos no Espírito Santo, levaram à queda na exportação. Apesar disso, ele espera que na safra 2017/18 ocorra uma normalização do desempenho do Brasil.

O volume de café exportado no mês de junho passado, último mês da safra, teve uma redução de 16,3% em comparação a igual mês de 2016. O volume alcançou 2,05 milhões de sacas. Já a receita cambial apresentou uma queda de 5,0%, atingindo US$ 341,86 milhões ante US$ 341,86 milhões em junho de 2016.

De acordo com o balanço do CeCafé, no primeiro semestre de 2017, houve queda de 8,4% no volume exportado, para 14,926 milhões de sacas. A receita subiu 8,2% no período, para US$ 2,590 bilhões. O preço médio da exportação cresceu 18,1%, para US$ 173,50 ante US$ 146,88 no no período de 2016.

 

Fonte: Estadão Conteúdo via IstoÉ Dinheiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *