Exportação de café arábica lavado da América Latina cresce 5% em abril

Imprimir

As exportações de café arábica lavado da América Latina subiram 5% no mês de abril ante abril de 2011, para 2,63 milhões de sacas de 60 quilos cada, após caírem por quatro meses consecutivos, informou nesta sexta-feira a Associação de Café da Guatemala.

No acumulado 2011/2012, a safra chega a 15,15 milhões de sacas, volume que representa queda de 6% em relação ao mesmo período no ciclo anterior. A safra do café começa em outubro e vai até setembro.

O grupo exclui o Brasil, maior produtor mundial, que produz em sua maioria grãos naturais de café arábica, secados ao sol sem lavagem. Mas inclui a Colômbia, maior produtor de arábica lavado, que registrou um recuo de 20% das exportações durante o acumulado de sete meses desta safra, para 4,43 milhões de sacas, devido ao clima desfavorável e a uma doença de fungo.

Dos países da América Central, El Salvador e Nicarágua tiveram as maiores perdas anuais até o momento, de 39% e 23%, respectivamente, para 693.061 sacas e 756.173 sacas. Os embarques da Guatemala recuaram 3% na comparação anual.

No entanto, as exportações de café de Honduras e Costa Rica subiram 19% e 8%, respectivamente, devido à melhora da produtividade. México, Peru e República Dominicana tiveram aumento de 25%, 2% e 5%, respectivamente. As informações são da Dow Jones.

Fonte: Agência Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *