Expocafé 2010 será lançada oficialmente nesta quinta-feira

Imprimir

Será nesta quinta-feira, 27, no prédio do antigo Instituto Brasileiro do Café (IBC) o lançamento oficial da 13ª edição da Expocafé, maior feira nacional e uma das mais importantes do mundo do agronegócio café. O evento terá início a partir das 14h. Será o primeiro ano de administração da Expocafé pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig).

Este ano com o tema “Mecanização e a Mudança no Processo Produtivo”. Em 2009, a feira aconteceu sob clima de protesto. Produtores vestidos de preto e com nariz de palhaço contrastaram com novos lançamentos e soluções tecnológicas para o setor. E mesmo assim, a feira ainda conseguiu movimentar R$230 milhões em negócios, superando em R$30 milhões a marca de 2008.

Na solenidade haverá entrevista coletiva com os coordenadores da feira. Um dos presentes será o presidente da Epamig e do Conselho Deliberativo da Expocafé, Baldonedo Arthur Napoleão, que falará sobre a principal mudança deste ano, a transferência da coordenação da Universidade Federal de Lavras (UFLA) para Epamig e as propostas para esta e para próximas edições.

Os outros membros da coordenação vão enfatizar o inédito simpósio que a EPAMIG realizará durante o evento. Entre os temas, as novidades apresentadas pelas empresas de máquinas e defensivos agrícolas, a exposição de animais, a rodada de negócios do Sebrae-MG, a nova logística e programação da feira e os parceiros que viabilizam a realização do evento.
O coordenador da Expocafé e chefe do Departamento de Transferência e Difusão de Tecnologia da Epamig, Mairon Mesquita, disse que o evento mudará muito a partir deste ano. Uma das mudanças será o molde adotado, o mesmo utilizado no Congresso Nacional de Laticínios, realizado anualmente em Juiz de Fora pela Epamig e que é referência nacional no setor. A venda dos estandes foi toda informatizada e haverá um pré-cadastro on line de visitantes. Melhorias na sinalização interna da feira também serão feitas. Para os expositores serão disponibilizados também convites para seu público-alvo, o que segmentará ainda mais o público visitante.

Outra novidade é que a abertura oficial do evento será realizada no dia anterior à abertura dos estandes. A proposta de reestruturação da feira partiu do presidente, Baldonedo. “A intenção é construir dois pavilhões. Um para abrigar os estandes e o outro para a abertura dos eventos, palestras e cursos”, explicou. As mudanças visam dar uma nova cara para a 13ª edição e para as futuras. Até um novo projeto paisagístico para a Fazenda Experimental de Três Pontas está sendo desenvolvido pelo Núcleo Tecnológico de Floricultura da Epamig.

A evolução da Expocafé

A EXPOCAFÉ é realizada desde 1998 no campo e não tem fins lucrativos. Foi criada e organizada por docentes da área de Máquinas e Mecanização Agrícola do Departamento de Engenharia da Ufla, com o propósito de contribuir para a sustentabilidade do agronegócio café. O evento permite aos produtores buscarem, por meio da troca de informações e do conhecimento, novas tecnologias e fundamentos necessários à cafeicultura, onde o aumento da produtividade, a melhoria da qualidade e agregação do valor ao produto, a redução do custo de produção via otimização de todo o sistema produtivo, o encurtamento da cadeia de comercialização aliadas à preservação dos recursos naturais exercem papel de extrema importância no agronegócio.

A integração entre ensino, pesquisa e extensão, indústria, comércio e produção permitem uma dinâmica sustentável do agronegócio, onde o elo da cadeia produtiva é reforçado. O expositor divulga sua linha de produtos e relaciona-se com seus clientes. Desta forma, tanto produtores quanto expositores são orientados em relação às tendências e investimentos futuros. (com Asscom Epamig)

* André Silva Rosa

Fonte: Jornal Correio Trespontano  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *