EUA importam 21% da produção de café diferenciado

Imprimir
Os Estados Unidos são o principal importador de cafés diferenciados produzidos no Brasil. De acordo com relatório mensal do Conselho dos Exportadores de Café (CeCafé), cerca de 21% da produção de 2016 foi exportada ao país norte-americano e as vendas chegaram a 1,021 milhão de sacas, o equivalente a 21% do que foi embarcado.

De janeiro a outubro deste ano, os cafés diferenciados representaram 18% das exportações com preços médios 25% acima do café verde exportado.

Segundo o Conselho, esse tipo de café têm qualidade superior ou algum tipo de certificado de práticas sustentáveis. O volume de sacas de 60 quilos exportadas nos últimos dez meses foi de 4,969 milhões de unidades com preço médio de US$ 192,81.

Além dos Estados Unidos, Japão, Alemanha e Bélgica estão entre os principais importadores do produto brasileiro. Ao todo, as exportações chegaram a 27,562 milhões de sacas de 60 quilos que geraram receita cambial de US$ 4,2 bilhões.

Desse volume exportado, 24,355 milhões de sacas foram de café verde, sendo 23,816 milhões de café arábica e 539,236 mil de café robusta. O café industrializado totalizou 3,207 milhões de sacas, das quais 3,182 milhões de solúvel e 24,254 mil de torrado e moído. No acumulado dos últimos 12 meses cerca de 34,309 milhões de sacas foram exportadas, com receita total de US$ 5,2 bilhões.

Além disso, o balanço do CeCafé aponta que 122 países importaram o café brasileiro. O preço médio registrado em outubro foi de US$ 170,92, com alta aproximada de 3,75% em relação ao mês anterior (US$ 164,74).

Fonte: Portal Brasil, com informações da Embrapa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *