‘Eu sentia um vazio, mas o café mudou minha vida’, diz produtora rural de RO

Imprimir
Trabalhando há 30 anos com café, Maria Helena Oliveira contou ao G1 como criou os cinco filhos com a cultura que tem a produtividade cada vez maior em Rondônia. Aos 56 anos, ela é conhecida entre os cafeeiros locais como a “garota propaganda” do grão.

Nascida em Goierê (PR), Maria conta que já trabalhou com diversas culturas, mas encontrou uma paixão no cultivo do café.

“Já trabalhei em toda lavoura, mas o café foi o que mais me inspirou. Quando eu cheguei em Rondônia, lá em Mirante da Serra, tudo era mato. Criei meus cinco filhos sem marido, só com o meu talento e a força do divino Espírito Santo”, conta a produtora.

Moradora do município de Mirante da Serra (RO), na Região Central do estado, a paranaense fala sobre o orgulho de trabalhar na área.

“Eu tenho muito orgulho. O café me deu muita experiência, eu tô respirando melhor. Eu me sentia uma pessoa vazia, mas hoje o café me preencheu porque eu encontrei muita gente boa, muita gente especial, muita gente que dá valor às minhas mãos calejadas. Não tenho vergonha das minhas mãos calejadas. Meus pais me ensinaram a trabalhar com honestidade e com muita garra”, comenta Maria.

Dona Lena criou cinco filhos com o cultivo do café e hoje é a “garota propaganda” do grão no estado — Foto: Renata Silva/Embrapa

Maria Helena diz que mesmo depois de três décadas na lavoura, ainda tem muito o que aprender e incentiva outras mulheres a lutar por uma vida melhor com o cultivo da planta.

“O café me deu muito conhecimento. Eu convido as mulheres, e os homens também, que não pode deixar eles de fora, convido a correr atrás do nosso futuro, do que é melhor para a gente e para a nossa família. Se o café mudou minha história, quem sabe Deus não muda a história de outras mulheres. Ainda quero conhecer mais, quero calejar mais minhas mãos”, finaliza dona Lena.

Fonte: Rondônia Rural e G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *