Estudo vai detalhar consumo de café em 21 países importadores

Imprimir

A Organização Internacional do Café (OIC) informa que vai lançar, em breve, um estudo sobre os padrões de consumo de café em 21 países importadores. A pesquisa vai revelar informações sobre tendências no consumo de café, em casa e fora do lar, e a demanda por grão torrado e moído e por solúvel (instantâneo), desde 1997.

A OIC antecipou alguns resultados do trabalho. O consumo fora do lar apresenta as maiores taxas em Portugal, Espanha e Grécia. A organização pondera, entretanto, que nos últimos 4 a 5 anos, esses três países têm registrado redução no porcentual de café bebido fora de casa.

Em contrapartida, na Áustria, Polônia e Ucrânia, cerca de 90% do café é consumido no lar. Outra tendência é o crescimento de redes de cafeteria, que no Reino Unido representaram 6,6% do consumo total em 1997 e passaram para 17,3% em 2011, a maior taxa entre os 21 países em estudo.

Com relação ao consumo de torrado, moído e solúvel, o estudo revela que a maioria dos países mostra uma preferência por café torrado e moído. Turquia, Ucrânia, Grécia, Reino Unido e Rússia consomem cerca de 50% do seu café sob a forma de solúvel, embora os três últimos países estejam elevando o consumo de torrado e moído.

Fonte: Agência Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *